Casa Created with Sketch.

Apartamento em Palmas ganha iluminação de destaque

Profissionais do CasaPRO projetam apartamento em Tocantins com atenção especial para iluminação

home-antiga

As arquitetas Louise Cortez e Daniella Torres, do escritório L+D Arquitetas, projetaram um apartamento de 93,75 m², em Palmas (TO), com tons neutros e atenção especial para a iluminação: todos os conceitos empregados nesse projeto colaboraram para a criação de uma atmosfera aconchegante que valorizasse e ampliasse o espaço. A preocupação com a iluminação também resultou em um trabalho que contribui para o realce dos materiais empregados. As arquitetas ressaltam que a importância dos aspectos regionais na arquitetura: as moradias tocantinenses são o reflexo das misturas culturais de Norte a Sul do Brasil. “As pessoas daqui criam laços de amizade que se tornam quase familiares. Gostam de receber em casa e, por isso, o destaque é para a área de lazer, sempre dotada de muita sombra, churrasqueira e piscina”, conta Daniella. A utilização de alguns elementos, como beirais, são marcantes na região também. “Não pode faltar, na casa de um tocantinense, grandes beirais e ventilação cruzada. O clima aqui é muito quente. Precisamos driblar o sol forte com a utilização de barreiras físicas que também permitem a ventilação, como os brises e cobogós. As aberturas precisam ser muito bem pensadas, principalmente os grandes planos de vidro. Aqui temos duas estações bem definidas, seca e chuvosa, ambas quentes, por isso grandes beirais ajudam a manter as janelas abertas quando cai aquela chuvinha que ameniza um pouco o calor”, relatam. Confira abaixo a entrevista completa com as profissionais tocantinenses de Arquitetos do Brasil.

1. Quais são suas inspirações? Em quem você se baseia para realizar os seus projetos?

 

A nossa inspiração é sempre o cliente. Ele é sempre a nossa maior prioridade. O nosso projeto atinge os nossos objetivos quando ele retrata exatamente o modo de vida e a cultura do proprietário. Nossa arquitetura não tem a nossa “cara” e sim a do cliente. É claro que temos o conhecimento técnico e sabemos o que é melhor para o projeto, mas escutar o cliente e decifrar o que ele quer faz toda a diferença. Por termos um clima quente, damos sempre preferência ao uso de cores claras e neutras com toques de cores mais vibrantes. Tudo bem funcional e prático, reflexo do estilo de vida da família atual.

2. Qual é o fator local (referente à sua região) que interfere, ou seja, icônico na arquitetura/cultura da sua localidade?

 

Palmas é o que podemos chamar de capital das misturas. Por se tratar de uma cidade nova, planejada, concebida para ser a capital de um estado novo, ela atraiu pessoas de vários locais do Brasil. Assim temos uma cultura muito diversificada. A casa tocantinense é o reflexo das misturas culturais de Norte a Sul do Brasil. As pessoas daqui criam laços de amizade que se tornam quase familiares. Gostam de receber em casa e por isso o destaque é para a área de lazer, sempre dotada de muita sombra, churrasqueira e piscina.

3. O que não pode faltar na casa de um Tocantinense?

 

Grandes beirais e ventilação cruzada. O clima aqui é muito quente. Precisamos driblar o sol forte com a utilização de barreiras físicas que também permitem a ventilação, como os brises e cobogós. As aberturas precisam ser muito bem pensadas, principalmente os grandes planos de vidro. Aqui temos duas estações bem definidas, seca e chuvosa, ambas quentes, por isso grandes beirais ajudam a manter as janelas abertas quando cai aquela chuvinha que ameniza um pouco o calor.

4. Como você costuma se atualizar? Através de revistas, cursos, viagens etc.? E quais são?

 

Hoje temos a internet como uma grande fonte de pesquisa. É possível ter acesso a artigos e projetos do mundo inteiro sem sair do escritório. Quando viajamos, seja a trabalho ou de férias, sempre ficamos com o olhar atento a qualquer novidade ao redor. Temos no nosso escritório um grande acervo de livros e revistas, como Arquitetura & Construção, Casa Claudia etc.

5. O que compensa, ou não, em questão de materiais, importar?

 

Hoje o mercado está repleto de opções inovadoras, principalmente em acabamentos. A importação é benéfica ao trazer novidades e muitas vezes com um custo bem menor, porém é preciso ter cuidado com a qualidade e principalmente assistência técnica, para que o barato não saia caro.

6. O que frustra e te estimula na sua profissão?

 

Para nós, o mais estimulante é a possibilidade de interpretar e materializar os sonhos dos nossos clientes. O mais frustrante é a falta de ética, muito presente no mercado de trabalho.

7. O que todo mundo pensa quando você diz que é arquiteto, mas não é verdade?

 

Muitas pessoas acham que arquiteto trabalha apenas com decoração, que é coisa de gente rica, que o serviço é caro. Isso é totalmente errado. A função do arquiteto dentre muitas, é planejar os espaços e aperfeiçoar os investimentos. Com um bom projeto, o cliente consegue fazer pesquisas, cotações de preços e decidir o que é melhor e o que se encaixa mais no seu orçamento.

8. Qual foi o último filme/livro que assistiu/leu?

 

Filme Hércules.

9. Você é a favor da reserva técnica?

 

Não. Nós somos a favor de projetos bem remunerados e da cobrança de hora técnica para acompanhar o cliente às compras.

 

Perguntas e respostas:

1. Niemeyer ou Lúcio Costa? Lúcio Costa.

2. Pudim de leite ou mousse de chocolate? Pudim de leite.

3. E o vento levou ou Dançando na Chuva? Dançando na Chuva.

4. Chico Buarque ou Elis Regina? Chico Buarque.

5. Sushi ou pizza? Sushi.

6. Atari ou Playstation? Atari.

7. Clarice Lispector ou Caio F. Abreu? Clarice Lispector.

8. Gato ou cachorro? Cachorro.

9. Android ou iOS? Android.

10. Paris ou Milão? Paris.

perfil-apartamento-em-palmas-ganha-destaque-para-iluminacao

L+D ARQUITETAS nasceu da amizade entre as arquitetas Louise Cortez e Daniella Torres. Atuam juntas há nove anos em projetos residenciais, comerciais, corporativos, institucionais, dentre outros. Além de Palmas, assinam projetos arquitetônicos em várias cidades do interior do Tocantins, como Gurupi, Porto Nacional, Nazaré, Porto Alegre do Tocantins e também em diferentes estados do País – como Goiás, Minas Gerais e Distrito Federal.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s