Casa Created with Sketch.

Conheça as casas conectadas: uma realidade já presente no Brasil

A Internet das Coisas está cada vez mais presente automatizando processos rotineiros dentro de casa. Entenda

Se antes as casas inteligentes pareciam uma realidade distante e futurista, hoje, elas estão mais presentes do que nunca. Só no Brasil, são 300 mil exemplares de um total de 60 milhões de residências que contam com algum tipo de automação.

 (Divulgação/Casa.com.br)

E a expectativa de expansão tecnológica para dentro das casas é bastante alta. De acordo com a Aureside, Associação Brasileira de Automação Residencial e Predial, é esperado que nos próximos dois anos a automação tecnológica chegue a duas milhões de casas.

O mercado de automação é bastante promissor, pois, a cada ano as pessoas buscam por soluções rápidas e práticas que auxiliam nas tarefas do dia a dia. Isso acontece principalmente pelo uso de IoT (Internet das Coisas).

Segundo a WGSN, autoridade global em previsões e tendências, o mercado de automação residencial ainda esse ano movimentará cerca de US$ 100 bilhões, com mais 25 bilhões de dispositivos conectados à Internet das Coisas (IoT).

Mas afinal, o que é uma casa conectada e quais itens compõem esse tipo de residência?

O que são casas conectadas?

As casas conectadas permitem controlar dispositivos à distância por meio de aplicativos e assistentes virtuais com o comando de voz – como é o caso da Alexa (Amazon), Siri (Apple) e Google Assistente.

Ou seja, para ter uma casa conectada, basta ter qualquer um desses dispositivos somados à um smartphone que irão realizar as tarefas rotineiras de maneira automatizada.

“As casas conectadas já são realidade. Eletrodomésticos inteligentes se conectam com os calendários da família, listas de compras e até mesmo playlists de músicas – e as possibilidades para tornar as nossas vidas mais práticas e rápidas são inúmeras e vão desde realizar pedidos de compras de supermercado a até mesmo trancar e destrancar as portas remotamente”, ressalta Maria Kowalski, expert da WGSN.

Seja pela acessibilidade desses equipamentos, a facilidade de suas interfaces ou por uma nova geração de pessoas mais conectadas, os modelos de residências que utilizam a tecnologia vem se tornando cada vez mais presente.

Prova disso se reflete em um balanço feito pelo Somfy, multinacional francesa líder mundial em motorização e automatização de itens de fachadas, que, entre 2017 e 2018, registrou €1,2 bilhões em vendas no mundo – um crescimento de 10% nas vendas globais e 18% nas nacionais.

Quais itens são mais buscados nesse segmento?

 (Divulgação/Casa.com.br)

Ainda de acordo com o balanço feito pela WGSN sobre casas conectadas, produtos relacionados à segurança são os mais procurados: câmeras de segurança, fechaduras inteligentes, sistemas de alarmes, entre outros cujo o objetivo é proteger e passar mais tranquilidade ao morador.

Além disso, outros equipamentos muito procurados são os produtos por controle de voz e sistemas inteligentes integrados que executam tarefas específicas no lar. Esses assistentes domésticos fazem funções simples como executar uma música, acender uma luz, mover persianas, etc.

Inteligência artificial

A inteligência artificial será um combustível e tanto para que as expectativas com casas conectadas se tornem reais.

Já presente em eletrodomésticos como máquinas de lavar e secar automáticas e televisões Smart, essa filosofia irá permear e alcançar muitos espaços na decoração de ambientes.

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.