Casa Created with Sketch.

Maior usina solar do Brasil será instalada em Pernambuco

O projeto vem de uma parceria entre o governo do Estado e uma empresa privada espanhola. Saiba mais sobre essa iniciativa:

 (Divulgação/Casa.com.br)

Respeita o Nordeste! A região, que se destacou nos últimos anos como um polo de geração fotovoltaica, receberá no sertão central de Pernambuco o maior parque fotovoltaico do país.

O projeto é fruto da parceria entre o grupo espanhol Solatio Energia e o estado de Pernambuco, e está previsto para ser instalado na cidade de São José do Belmonte, a aproximadamente 500 km do Recife.

O governador Paulo Câmara (PSB) e o presidente da Solatio, Pedro Vaquer Brunet, em reunião sobre a usina.

O governador Paulo Câmara (PSB) e o presidente da Solatio, Pedro Vaquer Brunet, em reunião sobre a usina. (Divulgação/Casa.com.br)

Com capacidade para gerar 1,1 mil megawatts (MW) de energia (quase três vezes mais que o maior projeto solar atualmente em operação no país, em MG), o projeto terá investimento de R$ 3,5 bilhões e deve gerar, somente durante as obras, mil postos de trabalho diretos – além de 100 empregos fixos quando estiver concluído.

“É um investimento que dialoga com o que a gente quer, que é a energia limpa. Um investimento importante em um momento difícil”, diz o Paulo Câmara, governador de Pernambuco.

“Quando ninguém está investindo, a Solatio está vindo a Pernambuco, gerando emprego e renda. Nós estamos sempre dialogando com empresas e investidores que têm a certeza de que o nosso Estado os ajudará a avançar em seus projetos”, afirma ele.

 (Divulgação/Casa.com.br)

Com os maiores índices de radiação solar do país, a região Nordeste é ideal para o funcionamento de usinas fotovoltaicas, agrupando a maioria dos 73 projetos em operação no Brasil. Juntos, os projetos de geração centralizada de energia solar levam a fonte para a 7ª posição na matriz elétrica nacional, que desbancou a geração nuclear em março.

Novos leilões de energia estão sendo agendados pelo Ministério de Minas e Energia (MME) para os próximos anos, o que, juntamente aos preços competitivos da energia solar, levarão o Nordeste a construir cada vez mais projetos como este.

O início das obras em Pernambuco, que contará com sete usinas de geração de energia solar em operação comercial, está previsto para 2021. A iniciativa irá aumentar em 10 vezes o volume de energia gerado pelas placas fotovoltaicas no estado.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s