Dia Mundial da Reciclagem: a CASACOR e a boa gestão de resíduos

Em 2019, a CASACOR São Paulo desviou 99,2% dos resíduos de aterros sanitários, promovendo reaproveitamento e reciclagem

Por Redação Atualizado em 15 Maio 2020, 17h53 - Publicado em 15 Maio 2020, 17h40
Andrea Benedetti/CASACOR

Em 2016, a CASACOR assumiu o Compromisso de Sustentabilidade com o objetivo de oferecer a melhor experiência para aqueles que buscam inspiração em arquitetura, paisagismo, urbanismo e design de interiores, com baixo impacto socioambiental; reunir e disseminar ideias, produtos e projetos que aliam conforto, bem-estar e ecoeficiência e promover o equilíbrio entre as necessidades da sociedade, profissionais, patrocinadores, fornecedores, visitantes e acionistas.

Andrea Benedetti/CASACOR

Devido ao tamanho e esporadicidade do evento, a quantidade de resíduos gerada é grande e, por esse motivo, a CASACOR São Paulo concentra sua atenção para o monitoramento de 100% dos seus resíduos gerados nas fases de montagem, exibição e desmontagem, a fim de minimizar a geração e garantir a sua correta destinação, fomentando a reciclagem e o reaproveitamento na cadeia produtiva, incentivando a economia circular. Tudo isso, ao lado da Polzer, que faz a gestão de resíduos, e a Inovatech, consultora de Sustentabilidade da CASACOR.

Andrea Benedetti/CASACOR

Em 2019, 99,2% dos resíduos foram desviados de aterros sanitários, sendo reaproveitados ou reciclados. Isso evitou o descarte em aterros de uma quantidade de lixo equivalente ao que é produzido em 2 dias pela cidade de Osasco, que possui aproximadamente 698.418 habitantes.

Andrea Benedetti/CASACOR

Para celebrar o Dia Mundial da Reciclagem, comemorado em 17 de maio, conversamos com Darlan Firmato, arquiteto responsável pela área de Sustentabilidade da mostra e com Girlene Cavalcanti, que responde pela Engenharia Ambiental do evento, para elencar todos os materiais reciclados da última edição do evento em São Paulo. Confira-os abaixo:

Andrea Benedetti/CASACOR

ENTULHO

O entulho é a maior porcentagem dos resíduos totais gerados pela CASACOR São Paulo e ele vem sendo 100% valorizado desde 2017, ou seja, é destinado para recicladora de resíduos da construção civil, para a produção de agregados não estruturais, por exemplo.

Andrea Benedetti/CASACOR

GESSO

Destinado para recicladora de gesso para produção de cimento, fabricação de tijolos e refratários.

Andrea Benedetti/CASACOR

MADEIRA

A madeira gerada durante toda a mostra é enviada para o tratamento e transformada em biomassa, que pode ser usada para produção de energia, ao invés de ser enviada para aterros sanitários. Essa medida evita mais emissões de GEE (Gases de Efeito Estufa), pois o processo de decomposição da madeira, quando em aterros, emite tais gases.

Andrea Benedetti/CASACOR
Continua após a publicidade

ISOPOR

O material vai para fábrica da Santa Luzia para ser transformado em rodapés e molduras.

Andrea Benedetti/CASACOR

RESÍDUOS RECICLÁVEIS (PAPEL E PAPELÃO, PLÁSTICO, METAL, VIDRO)

Mais de 60% dos materiais recicláveis gerados em 2019 foram doados para cooperativas e ONGs a fim de promover a economia circular e o impacto socioambiental positivo para todos os agentes envolvidos. Em outras palavras, essas instituições destinam, de forma correta, tais resíduos, com foco na reciclagem e obtêm retorno financeiro por essa atividade.

Um exemplo disso, foi a doação de 40 kg de tampinhas de garrafa PET e outros tipos de tampinhas plásticas separadas e armazenadas pelas Polzer Ambiental e equipe CASACOR São Paulo, para um dos projetos da ONG ECOPATAS, em que a renda proveniente das vendas é convertida para castrações de animais.

Andrea Benedetti/CASACOR

REAPROVEITAMENTO E LOGÍSTICA REVERSA

Os protetores de piso são devolvidos para a empresa fornecedora, Salva Piso, para processo de reciclagem dos materiais.

A empresa de móveis Breton, recolhe todas as embalagens e reutiliza na retirada delas.

Além disso, as sobras de tintas usadas no período de obras e os resíduos que ficam no lava-pincéis são enviados para a empresa fornecedora de tintas (Coral), que promove a logística reversa de seu produto.

Rafael Renzo/CASACOR

RESÍDUOS ORGÂNICOS (ADUBO)

Todos os resíduos orgânicos gerados são compostados na própria sede da CASACOR São Paulo. O adubo resultante desse processo foi distribuído para o público visitante e doado para instituições além de ser usado em algumas plantas do evento.


Quer saber mais sobre todas as ações sociais da CASACOR e os resultados obtidos com isso? Então clique aqui e confira o Relatório de Sustentabilidade da mostra em 2019!

Continua após a publicidade

Publicidade