Casa Created with Sketch.

Triptyque está no Pompidou: chique!

Arquitetos do coletivo franco-brasileiro falam sobre o chamado a integrar o acervo do Centro Georges Pompidou, em Paris

03-Triptyque-no-Pompidou

 (/)

Como se deu o convite para fazer parte da coleção permanente do museu francês?

Foi um processo gradual. Eles nos procuraram em 2008, com o intuito de conhecer melhor nossos projetos e carreira. Por sermos um escritório jovem, nos acompanharam até agora para ver o amadurecimento do trabalho.

Por que os curadores pediram as maquetes da agência Loducca e do futuro pavilhão do centro de visitantes do Instituto Inhotim, entre alguns desenhos?

O Centro Georges Pompidou quer, na verdade, preservar e escrever a história da arquitetura moderna. E, quando pedem essas peças, eles são responsáveis por elas para sempre. Lá, estão obras de grandes arquitetos e outras de gente mais nova, como nós. Talvez o interesse tenha vindo por elas unirem o universo artesanal ao tecnológico

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s