Painéis “Guerra” e “Paz”, de Candido Portinari, voltam à sede da ONU

Os icônicos painéis do artista brasileiro retornam à sede da ONU

Por Jéssica Michellin Atualizado em 20 dez 2016, 22h55 - Publicado em 8 set 2015, 19h24
portinari

A partir desta terça-feira (8), os painéis “Guerra” e “Paz”, do pintor Candido Portinari, voltam à sede da Organização das Nações Unidas (ONU) nos EUA. As obras retornam a Nova York cinco anos após um pequeno tour por outros país durante a reforma do prédio (elas passaram por museus no Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Paris) e quase cinquenta anos após a sua primeira exposição, em 1956. Na época, o próprio autor, Portinari, não compareceu ao evento de inauguração: ele teve seu visto negado por supostas ligações com a esquerda. Retratando o desespero da guerra e a esperança da paz, os painéis dividem espaço com obras de outros pintores importantes, como Guernica, de Pablo Picasso.  “Guerra” e “Paz” medem 140 metros quadrados e pesam uma 1 tonelada. Nestes anos em que passou fora dos EUA, foram vistos por mais de 360 mil pessoas.

portinari2

 

Continua após a publicidade

Publicidade