Casa Created with Sketch.

Os ambientes da Casa Cor que nossos jornalistas nunca esqueceram

Confira as fotos dos ambientes que os jornalistas e designers do núcleo de decoração da editora Abril nunca esqueceram. Boas lembranças não faltam!

Quando chega maio, um assunto domina as caixas de e-mail dos jornalistas de decoração: a Casa Cor São Paulo. Esse é um momento ainda mais especial para os jornalistas e designers do núcleo Casa e Construção da Editora Abril. Afinal, estamos cobrindo a mostra desde o seu início, em 1987. Por isso, pedimos à nossa equipe para responder à seguinte pergunta: “Para você, qual o ambiente mais memorável da Casa Cor?”. Foram muitas recordações! Algumas jornalistas se lembram de cobrir a mostra grávidas; outros, de como se sentiram bem em alguns ambientes lindos. Teve gente que reparou como a Casa Cor sempre antecipa tendências atuais. A maioria achou difícil responder.

Confira as fotos dos ambientes que nossa equipe se lembra com carinho até hoje: 

01-Loft-do-solteiro---david-bastos

 (/)

01b-Livia-Pedreira---Foto

 (/)

Livia Pedreira, Publisher do Núcleo Casa & Construção da Editora Abril.

“Claro que tenho meu hit inesquecível de Casa Cor: o Loft do Esportista, um ambiente assinado pelo David Bastos, na mostra realizada na faculdade de Medicina, em São Paulo, em 2002. Faz tempo, mas o ambiente, um loft para um solteiro, traduziu muito bem o conceito de integração de espaços, uma síntese de conforto e aconchego, com extremo bom gosto”.

 

02-Loft-do-Casal-Senior

 (/)

02b-Pedro-Ariel-Santana

 (/)

Pedro Ariel Santana, diretor de redação da revista CASA CLAUDIA.

“O ambiente que mais me marcou nesses anos todos de Casa Cor foi o Loft do Casal Senior, de Roberto Migotto, na Casa Cor que aconteceu na antiga Febem, no bairro do Pacaembu (foi em 2002). O ambiente me arrebatou pela sua extrema elegância. Perfeitamente simétrico, ele trazia estantes incríveis, vários móveis de estilo clássico e cores chiques e suaves: cinza claro e rosa antigo. Mas, como é característica de Migotto, o ambiente mesclava móveis de época com outros bem contemporâneos, como a mesa de jantar redonda de acrílico e cadeiras de design italiano. Outro ponto alto do ambiente era o banheiro de mármore negro rajado. Um luxo!

 

03-Jardim-de-Gilberto-Elkis-na-Casa-Cor-2000---Foto-Carlos-Piratininga-(esquerda)-e-Carlos-Piratininga-(direita)

 (/)

03b-Lucia-Gurovitz

 (/)

Lucia Gurovitz, redatora-chefe da revista CASA CLAUDIA.

“O ambiente mais memorável de Casa Cor, para mim, é jardim que o Gilberto Elkis fez em 2000. Eu estava gravidíssima da minha primeira filha (barrigão de sete meses, se não me engano), a Casa Cor aconteceu na Cinemateca Brasileira, na Vila Mariana, tinha muitos ambientes e parei ali para descansar do percurso. Gilberto usou vários elementos lúdicos nesse projeto. Lembro que havia rodas de água numa parede. Minha memória acha que eram rodas de bicicleta, mas talvez não sejam. Tinha ainda horta em caixas de madeira, muito musgo e vários lugares para a gente se sentar. Minha sensação era de que aquele espaço cumpria muitíssimo bem sua função de deleitar e relaxar. Essa Casa Cor da Cinemateca, por sinal, era inteira bonita”.

 

 

04-cozinha

 (/)

04b-CRISTEIX1302

 (/)

Cristiane Teixeira, diretora de redação da revista MINHA CASA.

“Passados seis anos da edição 2007 de Casa Cor São Paulo, cozinha.clube.br, do Marcelo Rosenbaum continua atual – talvez até mais que naquela época. Já estavam lá os móveis antigos e reciclados tão em alta hoje, os complementos de crochê, o papel de parede inspirado na renda labirinto, as cerâmicas rústicas brasileiríssimas, os arranjos de parede compostos de santinhos e retratos de família e até o piso vinílico, revestimento que só ganhou relevância desde então.”

 

05-Casa-na-arvore---casa-cor

 (/)

05b-Jefferson-Rubbo-2

 (/)

Jefferson Rubbo, redator-chefe do Casa.com.br.

“Para mim, o ambiente mais memorável foi a Casa da Árvore, desenhada pelos arquitetos Fernanda Abs e Fred Benedetti,na Casa Cor São Paulo 2008. Lembro-me de quando visitei aquela adorável casa, tive vontade de levá-la embora. Talvez o arquétipo de um refúgio no inconsciente coletivo tenha os elementos de aconchego e simplicidade desse ambiente, talvez por isso ele tenha ficado gravado em minha memória”.

 

 

06-Casa-do-Golf-Casa-Cor-2008--Dado-Castelo-Branco

 (/)

06b-Lyna-Barbosa

 (/)

Lynna Barbosa, editora-sênior da revista BONS FLUIDOS.

“Eu nunca vou me esquecer da Casa do Golf, do Dado Castelo Branco, na Casa Cor 2008. Dava vontade de morar naquele ambiente, que tinha espaços fluidos, muita madeira e um delicioso sofá, daqueles que você se joga sem cerimônia”.

 

 

 

07-Living-Roberto-Migotto

 (/)

07b-Regina-Galvão-1

 (/)

Regina Galvão, editora da revista CASA CLAUDIA.

São muitos os memoráveis. Lembro-me, entre muitos outros, do Living de Roberto Migotto, em 2006. Fizemos um DVD sobre a Casa Cor nesse ano e, num lindo final de tarde de outono, entrevistei o arquiteto na área externa do ambiente, que exibia uma escultura de pantera negra. Migotto tinha acabado de dar os últimos retoques na decoração, acendeu a lareira do deque e abriu uma garrafa de champanhe para brindar o momento. Jamais esquecerei aquele pôr do sol no Jockey Club de São Paulo.

 

 

08-Quarto-da-Jovem-Senhora

 (/)

08b-Vivien-Hermes-1

 (/)

Vivien Hermes, editora da revista MINHA CASA

“Quarto da Jovem Senhora, projeto dos arquitetos Antonio Ferreira Júnior e Mario Celso Bernardes para a Casa Cor São Paulo 2010, é um dos meus ambientes prediletos. Sabe quando você entra num lugar e arregala os olhos? Foi bem assim: fiquei hipnotizada com a exuberância das cores, formas e texturas desta suíte. Minha impressão é que, assim como há moda de passarela, a mostra de decoração traz ambientações experimentais, sem a obrigação de serem reais, cotidianas. Mas não é o que acontece neste projeto – eu viveria nele sem sombra de dúvida!”

 

 

09-Casa-Conteiner---Brunete-Fraccaroli

 (/)

09b-Cristina-Vasconcelos-1

 (/)

Cristina Vasconcelos, designer da revista CASA CLAUDIA

“Ficaram marcados para mim a Casa Conteiner, aqueles seis contêineres com ambientes criados por Brunete Fraccaroli para a Casa Cor 2011. Achei inusitado e refleti como os arquitetos pensam coisas diferentes. Quando é que íamos imaginar que um simples contêiner se tornaria uma casa, né?”

 

 

10-Ambiente--inpirado-na-grécia-de-Sig-Bergamin-Casa-cor-1994

 (/)

10b-Deborah-Apsan

 (/)

Deborah Apsan, designer da revista CASA CLAUDIA.

“Eu me lembro de um ambiente inspirado na Grécia que o Sig Bergamin fez. Foi em 1994… Era perfeito, você podia sentir o clima da Grécia. O nível de detalhes, o piso de pedrinhas brancas, tudo era branco e azul! Lindo.”

 

 

 

110-Mari-Moura---Foto-Cris-Komesu

 (/)

11b-Mari-Moura---Foto-Cris-Komesu

 (/)

Mari Moura, editora de arte do Casa.com.br.

““Nunca vou esquecer o Estúdio do Marido Apaixonado”, de João Armentano, em 2007. O ambiente era superaconchegante, a cozinha era linda, mas o legal mesmo é que a cama de casal ficava bem embaixo do banheiro, que ficava no mezanino. E o banheiro tinha o piso transparente! Dava pra dar uma ‘conferida’ em quem estivesse tomando banho. Achei bem divertido”.

 

 

 

12-Espaço-Jum-Nakao

 (/)

12b-Nadia-Kaku

 (/)

Nádia Kaku, editora-assistente do Casa.com.br.

“Lembro-me da época que era estagiária de jornalismo e precisei entrevistar o estilista Jum Nakao: o horário marcado para eu ligar para ele era muito cedo e telefonei da minha própria casa e não o encontrei. “Ok, tento mais tarde”, pensei. Um tempo depois, quando ainda estava a caminho da redação, ele retornou a ligação para minha casa (“vi este número perdido no meu celular”) e até conversou com a minha mãe. Por isso, logo que soube que ele iria montar o ambiente Jum Nakao por Jum Nakao na Casa Cor São Paulo 2012, já me interessei pelo projeto: um ambiente duplo, com origamis que imitam folhas vermelhas para representar o outono e cristais que representam o inverno”.

 

 

13-Suite-do-Menino---Casa-Cor-2011

 (/)

13b-Vanessa-D'Amaro-2

 (/)

Vanessa D’Amaro, editora-assistente do Casa.com.br

“Cubro a Casa Cor há alguns anos, mas a mostra de 2011 foi a mais divertida para mim. Lembro de ter feito a cobertura ao lado da fotógrafa Cris Komesu e me lembro principalmente de ter visitado a Suíte do Menino com a Marcia Carini e o Jefferson Rubbo, editora e redator-chefe do Casa.com.br. Como o ambiente estava dentro de Casa Kids, todos nós nos divertimos descobrindo que a decoração lúdica era também tecnológica. O momento mais memorável foi quando Jefferson Rubbo resolveu testar o túnel que ficava abaixo da cama”.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s