Na Europa, brasileiro constrói casas pré-fabricadas que consomem menos energia

Brasileiro que vive na França constrói casas de madeira com maior isolamento térmico e acústico

Por Texto: Mariana Morais Fotos: Divulgação Atualizado em 20 dez 2016, 22h24 - Publicado em 4 abr 2011, 17h17

Jogador de futebol e filho de marceneiro, o brasileiro Mario Sanches foi morar na Europa para jogar bola. Mas em solo francês, o futebol logo ficaria de lado para dar espaço para outra paixão antiga: a madeira.

Tudo aconteceu há 15 anos, quando Sanches começou a fazer as tradicionais casas pré-fabricadas europeias. Hoje, na Casa Brasil, ele constrói imóveis de alto padrão que atendem às rigorosas normas européias de isolamento térmico e acústico. O efeito é obtido com o uso de produtos naturais – fibra de madeira ou chanvre, que é uma planta da família do cânhamo. As casas também não utilizam nenhum produto que pode ser tóxico ao ser inalado – a madeira do interior é lixada sem verniz, diferentemente da maioria das casas européias e brasileiras feitas com madeira tratada.

Todos os projetos são elaborados por arquitetos escolhidos pelos clientes e estas casas ainda consomem pouquíssima energia: menos de 50 KWH/m² por ano. Pelas normas francesas de regulação térmica, uma casa considerada regular consome entre 80 e 250 KWH/m² por ano.

Representante da Indusparquet, Mario Sanches pretende entrar no mercado da América do Sul em breve. Enquanto isso não acontece, confira um pouco deste trabalho na galeria abaixo.

Continua após a publicidade
Publicidade