Jornalista clica poços subterrâneos incríveis abandonados na Índia

A jornalista Victoria Lautman passou 30 anos viajando à Índia para fotografar as estruturas antes que elas desapareçam – e ela ainda não terminou

Por Mariana Bruno Atualizado em 20 dez 2016, 21h19 - Publicado em 29 ago 2016, 18h50
01-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

Foi há 30 anos que a jornalista americana Victoria Lautman conheceu os ‘stepwells’ quando viajou para a Índia pela primeira vez.

02-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

Cheios de arquitetura e de diferentes formas e profundidades, os poços subterrâneos são centenários, criados a partir dos séculos segundo e quarto A.C. para melhorar o acesso à água.

03-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

Mais parecendo trincheiras no começo, as estruturas ganharam valor artístico e histórico, sendo também construídos a pedido de filantropos ricos e poderosos do século 11.

04-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

Atualmente, o bombeamento não regulamentado causou uma queda de volume cada vez maior nos lençóis freáticos, o que deixou os poços – que podem chegar a uma profundidade equivalente a dez andares de um prédio – secos e praticamente abandonados.

05-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao
Continua após a publicidade

Desde sua primeira viagem, Lautman tem se esforçado para registrar o maior número de poços possível antes que eles desapareçam.

06-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

Até hoje, a jornalista viajou diversas vezes ao país, fotografando 120 estruturas em sete estados. O resultado é impressionante – confira mais imagens abaixo:

07-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao 08-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao 09-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao 10-jornalista-fotografa-pocos-india-em-extincao

 

 

Fonte: This is Colossal.

Continua após a publicidade

Publicidade