Em Singapura, arquitetos querem fazer um arranha-céu de bambu

O bambu é o principal material utilizado na construção deste prédio comercial em Singapura

Por Jéssica Michellin Atualizado em 20 dez 2016, 19h45 - Publicado em 4 set 2015, 18h09
Bamboo2_1000

Um edifício inteiro feito de bambu e ligas de aço inoxidável em Singapura. Essa é a proposta do estúdio CRG Arquitetos, liderado pelo espanhol Carlos Gomez. As plantas, dispostas em módulos de 20 metros, foram enroladas umas às outras com ligas de aço inoxidável, formando uma estrutura em volta de dois cilindros. A ideia é substituir o aço e o vidro, presente nas fachadas da maioria dos arranha-céus do mundo, pelo bambu. “Ele é o material principal da fachada, proporcionando alta resistência à corrosão e às variações climáticas”, explica Carlos Gomez no texto de apresentação do projeto. Feito para se tornar um marco no centro da cidade de Singapura, o prédio deverá abrigar escritórios, residências, espaços comerciais ao longo de 247 mil m². O projeto, que conquistou o primeiro lugar na competição Super Sky Scrappers de 2014, ainda não tem previsão para ser construído. 

Publicidade