Diretor de criação da Issey Miyake dá palestra no MAM

O diretor de criação da famosa grife japonesa veio a São Paulo para exposição em comemoração aos 100 anos de imigração Japão-Brasil

Por Por Juliana Sidsamer Atualizado em 20 dez 2016, 19h35 - Publicado em 11 abr 2008, 22h30
Um título para uma foto sem titulo

Dai Fujiwara, o diretor de criação da grife japonesa Issey Miyake, apresentou hoje uma palestra, em auditório lotado de estudantes de moda no Museu de Arte Moderna de São Paulo. Fujiwara apresentou a marca-conceito A-POC que existe desde 1998. Segundo ele, A-POC é a junção de duas propostas: A piece of cloth e Época. A primeira se refere à idéia de que a partir de um mesmo tecido é possível ter uma roupa exclusiva. Ele materializou o conceito vendendo um corte de tecido no qual havia uma indicação de como fazer uma camisa, mas cada comprador poderia fazer a sua (ou, ainda utilizar o tecido para qualquer outra finalidade, como a capa de uma cadeira). O segundo tem a ver com modernidade, atualidade e alta tecnologia (o nome aproveita um trocadilho de palavras).

A palestra foi parte da programação da exposição Quando vidas se tornam forma: diálogo com o futuro – Brasil-Japão, que tem trabalhos de artes plásticas, arquitetura, moda e design, de artistas brasileiros e japoneses. A exposição foi concebida pela curadora do Museu de Arte Contemporânea de Tóqui (MOT), Yuko Hasegawa. Entre as peças expostas está o jeans Galaxy da A-POC. Um destaque da moda brasileira na mostra é a criação Luxdelix, do estilista Jum Nakao – um vestido negro, feito de sacos de lixo. Segundo o autor, o título e a obra são um trocadilho entre lixo e luxo. Depois numa mesa de debate entre Fujiwara e Jum Nakao, com a mediação de Yuko Hasegawa, ele comentou o trabalho de Jum exposto na mostra, mostrando-se surpreso com os sacos de lixo preto que são usados no Brasil. Disse que no Japão os sacos são quase sempre transparentes, para que o cidadão assuma a responsabilidade sobre o que coloca no meio ambiente.

O que: exposição Quando vidas se tornam forma: diálogo com o futuro – Brasil-Japão

Quando: de 10 de abril a 22 de junho de 2008

Onde: Museu de Arte Moderna, de São Paulo – Parque do Ibirapuera, s/nº

Horários: terça a domingo e feriados, das 10h às 18h

Quanto: R$ 5,50 (gratuita aos domingos)

Dai Fujiwara explica o conceito A-POC.
Continua após a publicidade

Publicidade