Casa Created with Sketch.

Casas pré-fabricadas no MoMA

Uma parte da exposição, a céu aberto em terreno do museu, em Nova Iorque, tem estruturas montadas por cinco escritórios. Elas testam formas, materiais e propõem modos de vida.

Um filme de Buster Keaton, chamado One Week, é a primeira coisa apresentada aos visitantes da mostra Home Delivery, Fabricating the Modern Dwelling,(Casa Pronta-Entrega, Fabricando a Morada Moderna), em cartaz no MoMA, em Nova Iorque, até 20 de outubro. Na fita, o comediante é um recém-casado que ganha de presente uma casa desmontada, embalada em caixotes numerados e acompanhada de um manual de montagem. Eis que surge o vilão, um ex-pretendente da noiva, que troca os números das embalagens e, aí, imagine o resultado: fachada torta, porta no lugar de janela, telhado pequeno demais. Quando os amigos vêm visitar, é claro, chove na sala (para quem ficou curioso, o filme está no Youtube).

Na primeira parte da exposição, descobre-se que, quando Buster Keaton filmou One Week, em 1920, a história das casas pré-fabricadas já contava quase um século, e que a idéia de criar uma moradia acessível, de linhas simples, produzida em série e fácil de montar atraiu e atrai grandes arquitetos. Jean Prouvé, Marcel Breuer e Charles e Ray Eames desenharam as suas. Inventores e visionários como Thomas Edison e Buckminster Fuller também.

A segunda parte da exposição, na qual é permitido fazer fotos, acontece a céu aberto, em um terreno desocupado pertencente ao museu. No local, cinco escritórios de arquitetura ergueram estruturas, acatando a proposta do MoMA: usar a casa pré-fabricada como experimento para testar formas, materiais e propor modos de vida. Só um detalhe: nem todas as construções passaram no teste dos 32ºC do verão novaiorquino e mais pareciam saunas.

Acompanhe outras coberturas internacionais do casa.com.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s