Terraços do Edifício Martinelli em São Paulo reabrem para visita

Após ficar dois anos fechado, um dos maiores cartões postais de São Paulo volta a receber o público

Por Redação Atualizado em 17 fev 2020, 16h08 - Publicado em 26 abr 2019, 10h33
Reprodução/Casa.com.br

Um dos edifícios mais emblemáticos do centro de São Paulo, o Martinelli foi reaberto ao público na última sexta-feira, dia 19 de abril. O prédio estava fechado desde de março de 2017.

Os famosos terraços, que são verdadeiros cartões postais da capital paulista, voltam a ser visitados em qualquer dia da semana, mas é necessário agendamento prévio: as inscrições devem ser feitas no local com meia hora de antecedência. Confira os horários no site oficial.

Edifício Martinelli, um dos cartões postais paulistanos Reprodução/Casa.com.br

Sobre o Martinelli

Concluído em 1934, o edifício leva o nome de seu idealizador, o italiano Giuseppe Martinelli. Com projeto do húngaro Willian Fillinger, foi criado para ser o primeiro arranha-céu paulistano, com 30 andares. Do alto de seus 105 metros de altura, ostentou o título de maior edifício brasileiro até 1947.

Após um período de degradação nas décadas de 1950 e 1960, foi desapropriado pela prefeitura e reinaugurado em 1979. Hoje, o prédio é sede das Secretarias Municipais de Habitação e Planejamento, as empresas Emurb e Cohab-SP e o Sindicato dos Bancários de SP. No térreo, abriga alguns estabelecimentos comerciais também. Os terraços são ponto turístico desde 2010, quando foram abertos à visitação pela primeira vez. O espaço já recebeu mais de 260 mil pessoas.

Continua após a publicidade

Publicidade