Museu na França reimagina as pinturas das cavernas de Lascaux

Fechada desde 1963, caverna ganha réplica assinada por grandes arquitetos.

Por Redação Atualizado em 17 jun 2019, 12h00 - Publicado em 5 dez 2018, 23h01

O estúdio de design britânico Casson Mann criou uma imersão dentro de um museu que promete mudar nossa forma de entender a arte do passado: o Lascaux International Centre For Cave Art — ou Centro Internacional Lascaux de Arte em Caverna.

Leia também: Japão inaugura novo museu digital com 50 instalações imersivas

Lascaux Museu
Divulgação/Divulgação

Localizado na França, o museu usa tecnologia interativa para interpretar as pinturas paleolíticas encontradas no complexo de cavernas, no sudoeste da França.

Uma das mais famosas e prestigiadas séries de pinturas rupestres, ela foi descoberta por quatro adolescentes em 1940. Em 1963, foi fechada para preservar sua pintura e arquitetura, que são frágeis.

Continua após a publicidade

Lascaux Museu
Divulgação/Divulgação

A arquitetura do museu é assinada pelos noruegueses do estúdio Snøhetta, que focou em recriar a experiência do interior da caverna, seus mistérios e o senso de descoberta, comuns desses espaços naturais. Até mesmo uma temperatura parecida com a do interior das cavernas é mantida por lá.

Lascaux Museu
Divulgação/Divulgação

Para completar a novidade, alguns artistas foram convidados para recriar fragmentos das pinturas de Lascaux dentro do museu.

Lascaux Museu
Divulgação/Divulgação

Foram dois anos usando análises em 3D para reproduzir cerca de 900 metros das “paredes da caverna” – e o resultado é impressionante!

Continua após a publicidade

Publicidade