Casa Created with Sketch.

Conheça 7 lugares em SP que contam a história da Independência do Brasil

O Navigator do Renaissance São Paulo Hotel, Gabriel Franco, dá dicas de passeio para aproveitar o feriado!

 (Divulgação/Casa.com.br)

Amanhã, dia 7 de setembro de 2019, marca os 197 anos da Independência do Brasil. Feriado nacional, a data celebra o dia em que D. Pedro I decidiu se opor às exigências portuguesas de subordinação e declarou o Brasil como país independente, pondo fim aos 322 anos do domínio colonial exercido por Portugal.

Apesar de ser um marco importante, a gente sabe que a preguiça pode bater e a vontade de ficar em casa pode falar mais alto. Mas por que não aproveitar o feriado para conhecer lugares de São Paulo que contam a história da Independência do Brasil?

Para ajudar no roteiro turístico, o Navigator Renaissance São Paulo Hotel, Gabriel Franco, reuniu sete opções incríveis para fazer parte da programação. Confira abaixo as dicas do profissional, especialista em explorar lugares incomuns na cidade:

Museu Afro Brasil

 (Divulgação/Casa.com.br)

Localizado no Parque do Ibirapuera, o Museu Afro Brasil guarda um acervo com mais de 5 mil obras do universo cultural africano e afro-brasileiro.

“Muitas das artes e crenças brasileiras são derivadas desse encontro de culturas”, conta Franco. “O museu afro tem um acervo voltado a evidenciar como essa mistura se deu, com artefatos e documentos que datam da época da colonização”, explica ele.

Itaú Cultural

 (Divulgação/Casa.com.br)

O Itaú Cultural, localizado no coração de São Paulo, em plena Avenida Paulista, conta com uma série de exposições incríveis.

O prédio abriga uma coleção de artefatos e documentos trazidos pela coroa portuguesa ao Brasil.  O 4º e 5º andar oferecem ainda uma rica exposição permanente que narra a história do Brasil e como a nação veio a receber esse nome.

Parque da Independência

 (Divulgação/Casa.com.br)

Com um aspecto bucólico em meio a prédios e casas residenciais, o Parque da Independência abriga o Museu do Ipiranga, o Monumento à Independência e a Casa do Grito.

Ou seja, o espaço exala patriotismo através de sua história – esse é o local onde foi declarada a independência do Brasil, por Dom Pedro I. “Quem gosta de fazer fotos para registrar o momento, andar de bicicleta ou apenas caminhar, esse é o espaço ideal, arborizado e com uma energia incrível”, reforça Gabriel Franco.  

Museu do Ipiranga

 (Divulgação/Casa.com.br)

Também conhecido como Museu de História Natural, o local ostenta uma arquitetura neoclássica e possui grandes jardins ao estilo francês no espaço externo.

Apesar de estar fechado para visitas internas em função de obras de restauração, a imensidão da construção se destaca em meio aos prédios modernos do bairro e é uma ótima paisagem para apreciar durante o passeio.

Casa do Grito

 (Divulgação/Casa.com.br)

A casa com estilo colonial rústico de pau-a-pique tem características muito semelhantes à da casa retratada na obra “Independência ou Morte” (1888), feita pelo artista Pedro Américo.

O local, que é patrimônio da cidade de São Paulo, é aberto à visitação e conta com exposições sobre a história do Brasil e São Paulo.

Monumento à Independência do Brasil

 (Divulgação/Casa.com.br)

Construído em 1922, acima do local onde foi dado o “Grito de Independência” por D. Pedro I, o monumento é uma homenagem ao centenário da independência.

Vale muito a pena uma visita ao seu interior: nele, está a cripta imperial que abriga o corpo de D. Pedro I e sua esposa Imperatriz Leopoldina de Habsburgo.

Museu da Casa Brasileira

 (Divulgação/Casa.com.br)

O museu, que também chamado de MCB, é o único do Brasil especializado em design e arquitetura e conta a história do cotidiano da vida doméstica do brasileiro.

De arquitetura imponente, ele evidência em seu acervo momentos históricos e traz, no segundo andar, mobiliário, louças, cristais e quadros de Fábio da Silva Prado, antigo prefeito de São Paulo e dono da casa.

Na agenda cultural, promove mostras temporárias, debates, palestras, cursos e oficinas ligados a design e arquitetura.

E aí, vai escutar a preguiça ou aproveitar o feriado como se deve?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s