Um museu futurista com acervo pré-histórico

A estrutura do prédio, que abriga relíquias de 300 mil anos, é toda em alumínio

Por Reportagem: Denise Gustavsen e Liège Copstein Atualizado em 14 dez 2016, 13h05 - Publicado em 31 out 2011, 09h43
Um título para uma foto sem titulo

Que cara dar a um museu com acervo pré-histórico em pleno século 21? Os franceses do escritório X-tu Architects acharam uma solução futurista, mas em plena harmonia com o parque arqueológico da Era Paleolítica onde foi implantado, na província de Kyounggy, na Coreia do Sul. “Ele parece uma imensa gota de mercúrio líquido, cujos reflexos de luz deixam o desenho ainda mais misterioso”, diz a arquiteta Anouk Legendre. Vencedor de concurso internacional, o sinuoso tubo (108 x 53 x 8 m) coberto por placas de alumínio funciona como uma máquina do tempo para a Idade da Pedra. Apesar da estética moderna ao extremo, o Jeongok Prehistory Museum acolhe algumas relíquias de 300 mil anos: artefatos rudimentares, pinturas rupestres e esqueletos fósseis.

Um título para uma foto sem titulo “O alumínio tem a vantagem de refletir muito a luz, o que garante um caráter mutante ao formato do museu, conforme a incidência de sol. O Jeongok parece uma miragem no alto das duas colinas e valoriza ainda mais a geografia do lugar.”

Anouk Legendre, arquiteta.

Continua após a publicidade

Publicidade