Por uma casa impecável

Arrumar a casa não é um problema para a americana Cynthia Townley Ewer, consultora de organização e autora do livro Chega de Bagunça (Publifolha).

Por Por Silvia Gomez Atualizado em 20 dez 2016, 23h15 - Publicado em 15 jan 2010, 10h48

Um título para uma foto sem titulo

1. No seu livro, você define alguns tipos de “personalidades bagunceiras”. Há solução para elas?

Sua personalidade pode explicar por que você vê bagunça na casa – e te mostrar como se livrar dela! Aquela que guarda coisas deve se lembrar de que sempre há mais potes de comida do que ela pode usar, enquanto a sentimental ficará melhor se limitar as recordações a álbuns de fotos e colagens do que realmente é importante.

Outros tipos têm a ver com os hábitos. A proteladora adia o momento de lidar com o caos. Já a perfeccionista deixa para fazê-lo só quando tiver o tempo ideal. Para esses dois casos, o movimento de começar afasta a inércia e traz a sensação de dever cumprido.

2. Que dicas você dá para quem não tem ideia de como começar a organização da casa?

Onde começar? Onde o problema aperta! Sente na sua poltrona preferida e repasse seu dia na mente. Em que ponto a falta de ordem te incomodou? Você não tem roupas limpas? Teve de procurar pelas chaves? Esqueceu um compromisso?

Escolha um problema – rotina doméstica, bagunça, falta de tempo – e dê um primeiro passo para resolvê-lo. Se esqueceu uma reunião, compre uma agenda ou passe a anotar os compromissos em um smart phone ou no calendário do computador.

Defina um local para guardar pastas, bolsas, chaves e o trabalho de escola das crianças. Adquira o hábito de separar e lavar as roupas. Quando você dá o primeiro passo, ganha energia para continuar.

3 Quais os principais desafios para manter a arrumação? Com cada vez mais coisas em casa, as pessoas não têm lugar para guardá-las. Combater esse excesso – itens sem valor, uso ou significado – é um lento e constante processo de olhar estante por estante, prateleira por prateleira. Pode levar semanas para separar, jogar fora e organizar os pertences. Aquilo que você não precisa pode ser vendido ou doado.

Uma vez livre do caos, a casa em ordem oferece um local para cada coisa. Se você sabe que a tesoura fica sempre no canto direito da escrivaninha (e você a coloca lá após cada uso), não precisará comprar novas tesouras.

4 Organização significa tempo?

Pergunte a qualquer um que enfrenta uma correria para sair com a família todas as manhãs! Se a roupa do dia a dia está sempre limpa e pronta, o café fácil, as lancheiras à vista e as bolsas e chaves à mão, todos começam a jornada de bom humor e na hora.

Do contrário, as horas gastas para procurar itens perdidos, comprar comida depois do expediente ou ficar acordado até tarde para lavar o uniforme das crianças significam perda de tempo. Uma rotina doméstica eficiente não toma tempo: poupa!

5 Que dicas você pode dar para os seguintes casos:

– Um quarto de adolescente cheio de bichos de pelúcia

Ao invés de amontoá-los num canto, exiba-os reunidos em cestos coloridos nas paredes ou na estante. Outra ideia: pendure uma rede ou aramado no canto do quarto, o que vai manter os brinquedos no alto e longe do chão.

Continua após a publicidade

– Um ateliê de pintura

Artistas criam melhor quando suas ferramentas e materiais estão acessíveis e à mão. Deixe abertos baldes com cada tipo de item, como pincéis, lápis, tintas e canetas. Assim, ficam fáceis de encontrar. Gavetinhas deslizantes setorizadas também organizam melhor itens de natureza diferente.

– Um quarto de brinquedos e TV

Latas ou cestas abertas ajudam as crianças a organizar os brinquedos em espaços compartilhados. Arrumar as peças por tipo – os caminhões em uma cesta, os blocos em outra – permite manter o ambiente sob controle. Guarde os DVDs de filminhos em caixas baixas e compridas. Assim, os pequenos conseguem achar suas fitas preferidas sem derrubar o que há na estante. Use a mesma lógica para os livros.

– Um home theater

É fácil encontrar estantes próprias para CDs e DVDs. Mas você também pode tentar colocá-los em grandes fichários: sem a embalagem, os discos ocupam bem menos espaço.

– Escritório em casa

Arquivos suspensos facilitam a localização dos papéis. Divida a correspondência que chega por contas a pagar, tarefas, itens pendentes e arquivo.

– Cozinha

Multiplique o espaço de armazenamento dos armários com ganchos para pendurar copos no fundo das prateleiras. Pequenas estantes componíveis também podem preencher áreas vazias dentro deles. Outro truque: tire as louças de festa da cozinha quando não estão sendo usadas. Assim, elas cedem lugar para o que você realmente precisa do dia a dia.

– Sala de jantar

Nada melhor que um bom bufê para guardar pratos, copos e travessas. Um cesto bonito com guardanapos enrolados prontos para servir dá um toque decorativo ao ambiente.

– A área de serviço

Faça a lavanderia trabalhar tão duro quanto você! Use penduradores de fácil acesso para as roupas secas que acabam de ser lavadas. Assim, você diminui a necessidade de passá-las. Também ajuda deixar um carrinho deslizante que caiba entre o tanque e a lavadora. Encha-o com sabão em pó e produtos afins: é um ótimo jeito de deixá-los à mão sem atrapalhar o caminho.

– Um closet

Dobre o espaço para pendurar camisetas e blusas com um segundo varão mais baixo que o principal. Não ignore a face interna das portas: pregue penduradores para tirar proveito dessa área em geral desperdiçada. Sapatos, bolsas e malhas podem ser acomodados em prateleiras avulsas presas ao varão principal. Do mesmo modo, cabides especiais permitem deixar várias calças no lugar de uma só.

Continua após a publicidade

Publicidade