Plantar árvores é uma atitude cidadã

O arquiteto Rubens Matuck dá o exemplo: ele criou um grupo que já plantou mais de 2 mil árvores

Por Redação Atualizado em 29 ago 2018, 11h48 - Publicado em 13 Maio 2009, 12h19
Um título para uma foto sem titulo

O arquiteto e artista paulistano Rubens Matuck tem uma paixão que vem da infância: observar a natureza. Sobre a mesa de seu estúdio, cadernos de viagem trazem aquarelas delicadas em forma de sementes, flores, frutos e árvores frondosas – registros de suas descobertas como peregrino de Norte a Sul do país. Desde 1973, Matuck transcende sua arte das telas e do papel para a terra. Com um pequeno grupo de amigos, ele já plantou mais de 2 mil árvores nos arredores de sua casa, no bairro da Vila Madalena, em São Paulo. “No início, a prefeitura não gostou da iniciativa, mas com o tempo acabou apoiando nossos mutirões”, conta. “É um trabalho de Gandhi, de formiguinha, e gosto de sentir que estou fazendo minha parte”, ele completa. Abaixo, indicamos como você pode iniciar esse trabalho também em sua cidade. E, já que estamos falando de sustentabilidade, faça uma aula de reciclagem em 14 lições.

O quintal do ateliê é uma espécie de berçário de árvores que um dia est... O arquiteto Rubens Matuck e seus amigos em um dos mutirões para plantar muda... Flores e sementes estampam aquarela de Rubens Matuck, um apaixonado pela natu...

Atitude cidadã Plantar árvores é uma ação simples que melhora a vida de todos nós. Em algumas capitais, a prefeitura fornece mudas gratuitas para a população ou mantém projetos de adoção de praças e árvores. Conheça algumas dessas iniciativas e mãos à obra!

Um título para uma foto sem titulo

Ipês, manacás, jacarandás, palmeiras, araucárias. Quando os governos municipais planejam a arborização urbana, espécies nativas da região têm prioridade, já que são mais adaptadas ao clima local. Por isso, antes de plantar uma figueira na calçada da sua rua, por exemplo, consulte a prefeitura de sua cidade. Ela é a responsável pelas regras de plantio e manutenção das árvores em ruas, praças e parques do município. Além disso, ela ainda deve zelar para a boa integração entre a flora urbana e a rede de energia elétrica, as calçadas e outros equipamentos públicos que costumam dividir espaço com as árvores (como telefones públicos, postes e pontos de ônibus).

 

Continua após a publicidade

São Paulo

Na capital paulista, a Secretaria do Verde e Meio Ambiente conta com um manual técnico de arborização urbana (disponível neste site http://www.prefeitura.sp.gov.br), com regras específicas que devem ser respeitadas por todos os moradores. O Viveiro Manequinho Lopes (tel. 11 3887-7723), no Parque Ibirapuera, e outros 14 parques da cidade fornecem mudas gratuitas para a população interessada em plantar em seu bairro. Mas é preciso assinar um termo de compromisso e seguir a cartilha da campanha permanente de arborização urbana.

 

Continua após a publicidade

Salvador

O Jardim Botânico mantido pela Superintendência de Meio Ambiente da cidade fornece gratuitamente mudas da mata Atlântica para a população. Para isso, é necessário ser morador da capital e apresentar um pequeno projeto com a descrição do local onde se pretende plantar. Informações: tel. (71) 3393-1266 e por este site www.jb.salvador.ba.gov.br.

 

Continua após a publicidade

Rio de Janeiro

Os viveiros da prefeitura abastecem exclusivamente os parques e as áreas verdes da capital. Mas os moradores que trabalham em órgãos públicos e desejam melhorar a arborização de seus locais de trabalho podem entrar em contato com o Jardim Botânico e enviar um projeto de plantio solicitando a doação de mudas nativas. Informações: tels. (21) 3874-1808 e (21) 3874-1214 e por este site www.jbrj.gov.br.

 

Continua após a publicidade

Porto Alegre

A política de arborização urbana da capital gaúcha prevê que somente a prefeitura pode plantar árvores na cidade. Mas, desde 2006, a Secretaria do Meio Ambiente mantém a campanha Adote Uma Árvore. Pelo projeto, mudas já plantadas pela prefeitura em áreas públicas podem ser adotadas pelos moradores, que passam a cuidar de sua manutenção (irrigação, adubação orgânica e proteção contra vandalismo). Os interessados assinam um termo de cooperação e se responsabilizam pela árvore durante um ano, período que pode ser renovado infinitamente. Informações: tel. (51) 3289-7541 e por este site www.portoalegre.rs.gov.br.

 

Continua após a publicidade

Belo Horizonte

O plantio de árvores só pode ser feito pela prefeitura, que concentra as atividades de planejamento e manutenção da arborização urbana. Para incentivar a população a cooperar com as áreas verdes, a Fundação de Parques Municipais (FPM) lançou em 2008 a campanha Uma Vida, Uma Árvore, que prevê o plantio de uma muda para cada criança nascida na cidade. O controle é feito pelos cartórios da capital, onde os pais, ao registrarem seus filhos, podem preencher uma ficha de adesão à iniciativa. Dias depois, eles recebem em casa um certificado de participação, com o número da árvore, a espécie e sua localização. Assim, a família pode visitar e ajudar a cuidar de um pedacinho da flora da cidade. Informações: (31) 3277-9244 e por este site www.pbh.gov.br/parques.

Continua após a publicidade

Publicidade