O mais divertido está do lado de fora

Armários de papelão, cozinha com estampa de bolinha, móveis porduzidos por artesãos africanos: supresas reveladas nos eventos do Fuori Salone.

Por Por Cristina Bava e Lúcia Gurovitz Atualizado em 20 dez 2016, 22h37 - Publicado em 19 abr 2008, 21h00

Nos eventos Fuori Salone (fora do salão), observar as ambientações criadas pelas lojas é tão interessante quanto conhecer as novas peças. Ao lançar sua primeira coleção de móveis para áreas externas, a Moroso convidou o designer holandês Tord Boontje para montar a instalação The Little Wild Garden of Love (O Pequeno Jardim Selvagem do Amor). “A idéia era passar a sensação de contato com a natureza, mesmo no interior de um ambiente fechado”, diz Tord. Além da ambientação, ele também desenhou móveis de jardim, alguns deles produzidos por artesãos da África.

Quem opta por expôr apenas no Fuori Salone costuma caprichar. A empresa de cozinhas Valcucine ocupou uma área do Superstudiopiù, galpão onde acontecem as mostras mais descoladas de Milão, e trouxe estruturas de madeira vergada maravilhosas, que lembram as engrenagens do filme Tempos Modernos, de Charlie Chaplin. Também criou uma horta vertical e apresentou cozinhas divertidas, com estampas de bolinhas e de vaquinha. Por outro lado, a Dada, dona de um grande estande na feira paralela de cozinhas Eurocucina, era o retrato da sobriedade que paira sobre Milão: tons escuros nas madeiras e nos laqueados.

A Missoni é conhecida no mundo da moda por produzir tecidos com belas combinações de cores. A DuPont convidou Rosita Missoni, fundadora e estilista da marca, a criar uma instalação com o Corian, chapa de resina cortada em diversos formatos. “Fiquei assustada no começo, pois eles só convidam grandes arquitetos. Mas depois me explicaram que a idéia não era fazer uma grande estrutura, e sim algo mais intimista”, conta. Rosita usou o Corian em biombos estampados, cubos iluminados e esculturas.

Em um galpão afastado do centro de Milão fica a Dovetusai, uma loja com uma seleção inusitada de móveis e objetos: armários de papelão, estantes que mais parecem feitas de caixotes (elas representam o movimento low tech, ou baixa tecnologia) e vasos de vidro com formato de castiçal.¿

Continua após a publicidade
Publicidade