Figuras geométricas na arquitetura, na moda e no design

Para além das aulas de matemática, a geometria povoa de imagens bi e tridimensionais os caminhos por vezes nada retilíneos da criatividade

Por Reportagem visual Denise Gustavsen e texto Liège Copstein Atualizado em 20 dez 2016, 20h19 - Publicado em 14 jun 2015, 18h35

Quadrados, retângulos, circunferências, triângulos… Para além das aulas de matemática, a geometria povoa de imagens bi e tridimensionais os caminhos por vezes nada retilíneos da criatividade. Em equilíbrio, essas formas, comportadas ou não, atestam que a elegância é simples. Monótona, jamais. Quando duas linhas se encontram, nem tudo é cálculo: há também espaço para poesia e transgressões, polvilhadas de cor e, eventualmente, temperadas com certo charme retrô. Réguas, compassos e esquadros trabalham juntos a fim de originar criações atraentes por natureza – afinal, dela vêm as estruturas básicas, como o hexágono das colmeias e a elipse das trajetórias planetárias.

Publicidade