Cortiça: seus usos em fachadas, revestimentos e móveis

A cortiça oferece qualidades termoacústicas e oferece boas possibilidades sustentáveis. Seu uso vai muito além da rolha.

Por Por Denise Gustavsen Atualizado em 29 ago 2018, 11h47 - Publicado em 13 fev 2014, 12h00

O uso da cortiça não tem fim. Reveste paredes internas e externas, molda luminárias e dá forma a móveis e objetos incríveis, como comprovam as imagens que reunimos aqui. O melhor de tudo: trata-se de um recurso absolutamente renovável, extraído da casca do sobreiro, árvore recorrente em Portugal. Por essas e outras, a cortiça tem atraído a atenção de arquitetos e designers. “Sua aplicação na arquitetura reforça um forte vínculo com a identidade portuguesa”, reflete Pedro Joel Costa, autor do projeto abaixo, que recorreu a chapas pré-fabricadas na fachada. O resultado? Moderníssimo. “Além de eficiente, o material aceita inovações tecnológicas”, diz o profissional.

Publicidade