As estampas voltaram com tudo! Aprenda a usá-las na decoração

Estampas - toque de ousadia na decoração: aposte em florais graúdos, grafismos e novos desenhos em móveis, paredes e almofadas 

Por Reportagem Visual Mayra Navarro, Simone Raitzik e Isabella Mendonça (Assistente) Texto Lúcia Santos Gurovitz | Fotos Cacá Bratke (Ambientes) e Divulgação (Produtos) Atualizado em 14 dez 2016, 11h16 - Publicado em 9 dez 2009, 11h49
Um título para uma foto sem titulo

As estampas estão de volta com força total. Depois de um período de baixa nos anos 1990, quando os tons neutros e os tecidos lisos caracterizavam o estilo minimalista, é a vez de apostar em florais graúdos, desenhos que remetam às artes gráficas e releituras modernas de motivos clássicos. “Os recursos de estamparia digital permitem brincar com o tamanho dos padrões, manipular imagens e modificar cores facilmente”, diz Louise Chidgey, do portal inglês de tendências WGSN (Worthy Global Style Network). “As pessoas querem personalizar a decoração e as estampas representam uma forma de conseguir isso”, afirma Blanca Liane, agente no Brasil do instituto francês Carlin.

As máquinas de impressão digital permitem aplicar fotos, reproduções de imagens compradas em bancos de imagens e até um desenho exclusivo sobre os mais diversos materiais: tecidos, películas adesivas, madeira, laminado, acrílico e vidro. Assim, possibilitam ter peças de decoração únicas. Que tal um tampo de mesa com motivos gráficos? Estas empresas executam serviços de impressão (consulte-as sobre as superfícies com que trabalham): Camaleão, Fotosfera, Giclée, Insign, Tergoprint.

Continua após a publicidade

Publicidade