Sala de estar com decoração econômica e descolada

Os trunfos do projeto são peças reaproveitadas e incomuns que viraram móveis: páletes, caixotes, blocos de concreto e prateleiras

Por Texto: Cristiane Teixeira | Fotos: Ricardo Bauce (Divulgação) Atualizado em 9 set 2021, 18h27 - Publicado em 23 Maio 2018, 16h10

A lugar um imóvel, sair da casa dos pais para morar sozinho e não gastar muito com a decoração. Foi com essas ideias na cabeça que o empresário, um jovem de Porto Alegre, começou a procurar seu cantinho. A busca pelo novo endereço se encerrou quando encontrou este apê com a varanda já integrada, piso laminado e forro de gesso – a área social de 25 m² também pesou na escolha. “O cliente imaginava um espaço gostoso, capaz de receber vários amigos ao mesmo tempo”, diz a autora do projeto, a arquiteta Luiza Lacau, do La Idea. “Ele queria um visual bem eclético, com uma pegada industrial e reaproveitamento de materiais, o que é uma marca do meu escritório”, complementa.

Móveis fora do padrão

Cristiano Bauce/Divulgação

º Uma sobreposição de blocos de concreto (protegidos com seladora) e duas tábuas de MDF resultou no aparador às costas do sofá. Para não arranharem o chão, as peças da base levam calços de feltro.

Cristiano Bauce/Divulgação
Continua após a publicidade

º Na parede da TV, com acabamento em concreto (Suvinil Efeito Mármore Texturatto), cremalheiras pintadas de amarelo estruturam uma estante flexível: “O morador pode desencaixar as mãos-francesas e mudar de lugar as prateleiras de pínus ou, ainda, acrescentar outras”, explica Luiza.

º Na lateral, o móvel de pálete é ao mesmo tempo mesinha e sofá com futom e dois almofadões.

Recursos bacanas e baratos

º Graças às eletrocalhas, o forro de gesso permaneceu quase intacto: as peças perfuradas fixam os spots com dicroicas de LED e ocultam a fiação. “A iluminação ficou bem cênica, com focos suaves sobre os quadros”, aponta a arquiteta. No canto de refeições, ela pendurou duas lâmpadas do tipo globo para marcar a área da mesa e das cadeiras, modelos rústicos que o rapaz já possuía.

Cristiano Bauce/Divulgação

º À frente da parede de lousa (pintada com esmalte preto fosco), nove caixotes de feira – colocados lado a lado e empilhados – formam o aparador/ bar. Uma das caixas, com a abertura virada para cima, organiza as garrafas de bebida.

Continua após a publicidade

Publicidade