Jardim ocupa área de 6,4 m² em apartamento térreo

O pequeno oásis com cerca de 80 espécies de plantas ocupou o lugar de uma antiga lavanderia. A reforma redefiniu o estilo de vida do morador

Por Texto: Isis Gabriel | Reportagem Visual: Eliana Medina | Fotos: Luis Gomes Atualizado em 9 set 2021, 22h00 - Publicado em 2 jun 2017, 15h51

“O verde parece que abraça o imóvel inteiro – mesmo quando não estou na área externa, consigo vê-lo”, conta o gerente de marketing Gustavo Morcelli, dono do apê onde fica este exuberante jardim. “O fato de eu estar em contato diário com as plantas mudou muita coisa em mim. Se antes eu viajava para grandes metrópoles, hoje prefiro ir para lugares no meio do mato”, diz. Responsável pelo projeto que encantou o cliente, a paisagista Claudia Muñoz, concorda. “Desde que concluímos a obra, a vegetação já mudou bastante. Vejo que o Gustavo tem deixado tudo com sua cara, colocando a mão na massa. Realmente, a proximidade com a natureza despertou nele uma paixão”, observa.

Luis Gomes/Minha Casa

Recurso estético e funcional

º A retirada do telhado da área revelou, sob o reboco, a parede de tijolos, que norteou o paisagismo. “Uso muito em meus projetos, é um material que envelhece bem. Aliás, quanto mais velho, com musgos, pequenas rachaduras, mais bonito fica”, diz Claudia.

Luis Gomes/Minha Casa
Continua após a publicidade

º Junto à superfície, foram erguidos degraus. “Eles quebram a monotonia, inserindo volumetria”, justifica. Além disso, a estrutura oferece apoio para vasos e serve, em um dos níveis, como banco.
º Uma almofada de tecido impermeabilizado funciona como assento. “Mesmo assim, é recomendável recolhê-la quando chove, já que a impermeabilização serve mais para proteger da umidade”, recomenda a profissional.

Luis Gomes/Minha Casa
Continua após a publicidade

Luz e cor guiaram escolhas
º “Até descobrir as plantas que melhor se adaptam ao ambiente, sombreado e úmido, acabei matando algumas”, confessa Gustavo. Assim, o jardim se tornou um recanto tropical, repleto de espécies de meia-sombra, que crescem livremente, sem precisar de muita poda.

º A baixa incidência de luz determina também a pouca floração – daí a predominância do verde. “Por isso, inserimos pontos de cor, no caso, amarelo – uma almofada (Melina, 30 x 45 cm. Oppa, R$ 59,90), uma mesa (Ikki, 48 x 48 x 63 cm*, Etna, R$ 149,90) e dois vasinhos (Senegal, Shopping Garden, R$ 30 e R$ 42,25), que já fazem grande diferença”, aponta a paisagista.

*largura x profundidade x altura. Preços pesquisados entre 29 e 31 de março de 2017, sujeitos a alteração

Continua após a publicidade

Publicidade