Casa Created with Sketch.

Quartos infantis: 6 dicas para inovar com tinta

Unir a tinta com papel de parede, utilizar uma só cor ou criar figuras totalmente novas são algumas das possibilidades

Fazer a decoração do quarto dos pequenos é uma tarefa que exige criatividade. Isso se a ideia for apostar em um ambiente lúdico e divertido, que instigue ideias novas e proporcione diversão para a criança. Pintar as paredes com cores e figuras diferentes pode ser uma boa para criar essa atmosfera. Veja algumas ideias abaixo!

Geometria na parede

Investir em formas geométricas traz um ar lúdico ao ambiente. Por serem pontos de tinta específicos no espaço, o morador não precisa contar com uma quantidade grande de tinta – ou seja, a renovação do ambiente tem um custo baixo.

 (Apartamento 203 / Suvinil/Casa.com.br)

Nesse quarto, a tinta foi utilizada para a criação de dois quadrados, um dentro do outro, que juntos trouxeram uma atmosfera aconchegante e chamativa para quem chega para conhecer o ambiente. O casal do @apartamento_203 apostou nas cores Azul-etéreo e Baleia Azul, da Suvinil, para o quarto do filho Pedro.

 

 (Pinterest/Casa.com.br)

Outro exemplo em que a tinta inovou com desenhos geométricos, dessa vez de forma mais sutil, foi no projeto da designer Andrea Chapira do Uêbaa Design. A profissional investiu em pequenas esferas coloridas para compor a parede do quarto, o que deixou o visual bastante alegre.

 

 (Pinterest/Casa.com.br)

Aqui, o quarto do bebê contou com uma paleta divertida e colorida, em que tons pastel ganharam destaque. A parede contou com figuras circulares que deram graça e trouxeram descontração ao ambiente da Grão de Gente.

 

Papel de parede e tinta

Um ambiente com tons complementares, alegres e harmoniosos foi o resultado da parceria da Suvinil com a Bobinex UAU! na criação deste quartinho infantil. Aqui, o pequeno conta com uma parede ao lado da cama estampada, enquanto as outras puxaram uma tonalidade de azul (Estrela Cadente, da Suvinil) muito coerente com o papel de parede.

 (Divulgação Suvinil/Casa.com.br)

Essa solução é uma boa pedida para criar um ambiente harmonioso – sem deixar a decoração sobrecarregada com o uso excessivo de estampas, e, ao mesmo tempo, evitando ficar monocromática.

 (Pinterest/Casa.com.br)

A união da tinta e do papel de parede fizeram bonito mais uma vez nesse espaço de brincar.

O papel de parede contrastou com as paredes brancas. Ainda assim, por ser uma estampa delicada e de cores vivas, não perdeu o toque infantil que o espaço pede.

 

Moldes para desenho

Incluir desenhos na parede dá charme e delicadeza ao local. Para isso, optar por moldes com figuras é uma saída esperta para garantir precisão.

 (Divulgação Suvinil/Casa.com.br)

Esse quarto contou com uma parede azul céu e nuvens para criar um estilo delicado e levar a criatividade da criança às alturas – literalmente falando!

 (Apto 21/Casa.com.br)

Já aqui, no quartinho da Liz, filha da Camila e do Pablo do @apto.21, os pais investiram em folhas coloridas para fazer uma decoração inovadora e super criativa. A tonalidade rosa, azul e verde harmonizaram muito bem nesse cantinho. Nesse projeto, foram utilizadas as cores Branco, Contemplação, Pudim de Leite, Rosa-talco e Azul-Infinito, da Suvinil.

Tinta e adesivos

Se a ideia é incluir um desenho ou uma textura diferente, mas manter a cor da parede, investir em um adesivo é uma boa pedida!

 (Pinterest/Casa.com.br)

Nesse projeto, a parede contou com triângulos de diferentes tamanhos na cor preta, que contrasta com o branco da decoração e harmoniza com o amarelo. De quebra, um mix de estampas inovador deu vida ao quartinho.

Tinta lousa

A tinta lousa é uma excelente opção para quartos infantis, pois, além da atmosfera lúdica que traz ao ambiente, permite que o pequeno interaja com o espaço e crie suas próprias histórias.

 (Bruna Galliano/Casa.com.br)

A Suvinil, por exemplo, disponibiliza 300 tonalidades de tintas lousa para as mais diversas composições. Aqui, a designer Bruna Galliano escolheu o tom Mostarda Dijon para o quarto do filho Leon.

Degradê ou estilo ombré

Aqui, além das formas geométricas, a estratégia do escritório Quattrino Arquitetura foi utilizar diferentes tonalidades de azul para compor o ambiente, garantindo delicadeza e aconchego para o cantinho da pequena.

 (Life by Lufe | Quattrino Arquitetura/Casa.com.br)

Utilizar um rolo e delimitar os locais em que uma cor começa e a outra termina é a chave para aplicar essa técnica.

 

Veja também
Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.