Continua após publicidade

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente

Da cozinha ao banheiro, a arquiteta Cristiane Schiavoni explica quais modelos e materiais podem ser aplicados nos nichos decorativos.

Por Editado por Ana Harada
1 jun 2024, 13h00

Decorar vai muito além de escolher cores de paredes e móveis. Os detalhes também são importantes, já que são os pequenos objetos que trazem a personalidade do morador para a casa. Nesse contexto, espaços para este tipo de armazenamento são fundamentais! O nicho se destaca como um elemento chave neste processo.

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, sala, poltrona rosa, nicho com bar.
Além de solto, o nicho pode ser embutido na marcenaria, como nesse projeto assinado pela arquiteta Cristiane Schiavoni. Multifacetado, o móvel recebeu a adega, cristaleira e, no meio, a abertura dispõe o cantinho do bar. (Carlos Piratininga/Divulgação)

“Podemos fazer sua leitura como um tipo de caixa sem o fechamento frontal”, define a arquiteta Cristiane Schiavoni, responsável por seu escritório homônimo. “Gosto dele por essa versatilidade de formatos e por se enquadrar em diversos ambientes e contextos no projeto”, complementa. Acompanhe as boas ideias realizada por ela:

Living com nicho embutido

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, sala, nicho iluminado.
(Carlos Piratininga/Divulgação)

O nicho embutido, usado no living acima, é uma tendência nos projetos de decoração e a profissional destaca dois benefícios: a otimização do espaço e o ganho visual. “Mesmo que seja uma ilusão, o nicho embutido aparenta economizar espaço, o que é percebido como uma vantagem pelo cérebro”, realça.

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, nicho com quadros.
(Carlos Piratininga/Divulgação)

Para esses ambientes, ele também participa como um adorno que complementa e pode sustentar diversos tipos de objetos. Todavia, logo no início do projeto a arquiteta destaca a necessidade de saber o que será exposto em seu interior. “Tanto nos livings como em escritórios, ele é aplicado como substituição de prateleiras e, por isso, precisa ser mais resistente ao peso”, explica.

Continua após a publicidade

Aplicação de nichos em quartos infantis

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, quarto infantil de bebê com nichos azuis e verdes.
Para esse quartinho de bebê, os nichos em MDF tanto decoram o ambiente como, mais para frente, cumprirão a função de organizar os brinquedos. (Luis Gomes/Divulgação)

Nesses ambientes, o apelo estético do nicho leva a melhor, já que em dormitórios a personalidade do morador é aflorada.

Continua após a publicidade

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, quarto infantil, brinquedos.

A arquiteta também enumera a variedade de materiais que dão forma ao nicho, que vai desde o MDF e madeira, além da serralheria, pedras (como o mármore) e até mesmo a sua estruturação em drywall.

A arquiteta ressalta que o formato dependerá do que será inserido nele ou do efeito estético desejado, sendo mais comuns os quadrados ou retangulares.

Continua após a publicidade

Nichos no banheiro

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, nichos de banheiro com produtos de higiene.
Neste banheiro projetado pela arquiteta Cristiane Schiavoni, o nicho foi esculpido dentro da estrutura do box abrindo espaço para acomodar produtos para o cabelo e corpo, o que tornou o ambiente prático e elegante. (Raul Fonseca/Divulgação)

Por conta da umidade, a especificação pede atenção na escolha do material, principalmente dentro do box. “Por aqui, as melhores opções são o porcelanato, pedra sintética ou a pedra natural”, aconselha Cristiane. “Ao inseri-lo dentro da parede, evita-se a necessidade de uma prateleira que ocuparia a área e poderia ser incômoda em um espaço pequeno”, alerta.

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, banheiro branco, armário aéreo com nichos.
Acima da banheira, a arquiteta Cristiane Schiavoni considerou uma composição de nichos em MDF. Segundo ela, esse banheiro propicia dissipação da umidade, ao contrário de um box fechado. (Rafael Renzo/Divulgação)

A arquiteta ressalta que a escolha de local para inserir o nicho em banheiros vai depender, principalmente, da função que exercerá.

Cozinha com nichos

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, cozinha com marcenaria azul.
(Carlos Piratininga/Divulgação)

A cozinha é um dos ambientes que ela mais gosta de incorporar o nicho, já que eles cumprem finalidades diversificadas como o uso decorativo e o auxílio nas atividades como fruteira, suporte para eletrodomésticos, temperos e afins.

Continua após a publicidade
Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, cozinha, nichos na marcenaria.
(Carlos Piratininga/Divulgação)

Nichos em drywall

Nichos decorativos: arquiteta mostra como utilizar em cada ambiente. Projeto Cristiane Schiavoni Arquitetura. Na foto, home office com parede laranja.
Próximo ao home office presente no dormitório, o nicho em drywall trouxe volume à estrutura e serviu de oratório. (Carlos Piratininga e Rafael Renzo/Divulgação)

Os nichos em drywall entregam um apelo atraente devido ao aproveitamento inteligente de espaços subutilizados como paredes vazias ou áreas entre estruturas. “Eles agregam valor estético e funcional, além de gerar uma atmosfera moderna e organizada”, ressalta Cristiane.

Continua após a publicidade
Publicidade