7 truques para ampliar ambientes usando espelhos

A arquiteta Paula Carvalho dá dicas de fixação, local de instalação e disposição do objeto no décor. Confira!

Por Yara Guerra Atualizado em 17 dez 2020, 11h20 - Publicado em 4 set 2019, 18h01
Julia Herman/Divulgação

Temos que concordar que o espelho é um item milagroso na decoração, principalmente se for em um ambiente pequeno ou escuro, uma vez que ele tem o poder de dar sensação de extensão – seja no comprimento ou na iluminação do cômodo.

Além disso, seu uso sempre traz um charme e elegância a mais ao décor e pode ser um valoroso aliado em projetos, como defende a arquiteta Paula Carvalho“Independente de qual seja o ambiente, indicamos o espelho quando é preciso dar a impressão de amplitude ou maior profundidade”, explica ela.

Para conseguir esse efeite em sua casa, confira abaixo 7 truques para uso do espelho dados pela arquiteta:

Tipo de espelho e onde instalar

Marília Veiga/Divulgação

O espelho é conhecido por deixar um espaço maior do que parece, por isso é tão indicado para apartamentos pequenos, lavabos e corredores.

“É importante lembrar que os espelhos de diferentes formatos também têm diferentes funções. Os verticais ampliam a altura, os horizontais a largura”, a profissional pontua. Vale investir em verticais para ambientes com pé-direito alto e horizontais nos demais.

Cuidados com cores e iluminação

Julia Herman/Divulgação

Apesar de parecer mágica, o uso dos espelhos pede um pouco de atenção. “Ele pode ser uma faca de dois gumes quando falamos de iluminação ou ambientes coloridos”, alerta Paula.

O item tem a função de duplicar tudo que tem no cômodo, inclusive lustres, pendentes e paredes coloridas. “Quando colocamos um espelho em uma sala de jantar com lustre ornamental, por exemplo, podemos deixar o espaço poluído demais e comprometer a visibilidade.

“Se a iluminação do local for natural, com sol da manhã ou tarde, vale sim investir em um espelho que amplie a luz”, diz a arquiteta.

Atente-se ao reflexo

Gabriela Prado/Divulgação
Continua após a publicidade

“Costumamos utilizar espelhos para banheiro próximos a locais neutros, para que não interfiram na produção ou decoração”, comenta Paula. Vale lembrar também que, antes de instalar o acessório, é importante se atentar a tudo o que será refletido – vai que o reflexo mostra o banheiro ou a lavanderia, não é mesmo?

Espelho como decoração

Divulgação/Casa.com.br

E por que não assumir que ele é versátil? Podendo ser usado como item de decoração, o espelho também cai bem quando apresentados em outros formatos, como bisotê, redondo ou em formas geométricas.

Fixação

Divulgação/Casa.com.br

Existem várias maneiras de fixar o espelho na parede, mas, aqui no Brasil, o mais comum é o uso de cola especial. “Costumamos fazer isso quando o espelho tem grandes dimensões e não pretendemos removê-lo tão cedo”, explica Paula.

Outra maneira de fixação são os ganchos. “Se ele tiver moldura, podemos, ainda, deixá-lo apoiado no chão e na parede, relativamente inclinado”, finaliza.

Espelho no hall

Divulgação/Casa.com.br

O hall de entrada também é um dos espaços mais favoráveis para receber um espelho, pois ele ganha amplitude e mais iluminação com esse recurso. Além disso, a parede vazia pode ficar bem charmosa se a peça vier com uma moldura bacana.

Espelho apoiado – no chão ou não

Divulgação/Casa.com.br

Muita gente tem apostado nos espelhos apoiados no chão ou sobre aparadores ao invés de, de fato, pendurá-los na parede. A ideia confere ao ambiente um ar mais moderno, tirando a seriedade do espaço, seja ele um escritório ou sala de estar.

E aí, curtiu as dicas? Depois delas, não tem como errar, não é?

Continua após a publicidade

Publicidade