SPInfra: três soluções para construções

Os destaques da feira de infraestrutura foram os sistemas solares de energia elétrica, as casas de contêineres e os tijolos pré-fabricados

Por Da redação Atualizado em 19 jan 2017, 15h29 - Publicado em 18 mar 2011, 17h51

Em sua primeira edição a SPInfra trouxe novidades em máquinas, serviços e produtos para as obras. A feira, que aconteceu paralelamente à Feicon, ocupou a área externa do Pavilhão de Exposições do Anhembi de 14 a 17 de março. Entre as novidades em maquinário pesado para a construção civil, garimpamos três soluções.

Um título para uma foto sem titulo

Sistemas solares fotovoltaicos: a grande novidade da empresa nacional Tecnometal é a fabricação no Brasil de placas que geram energia elétrica quando expostas à luz solar. Estas placas são compostas de células, que são produzidas com lâminas de silício cristalino. De acordo com a empresa, este tipo de placa já é usado em construções, mas atualmente elas são importadas de outros países. As peças podem ser 100% de energia solar ou híbridas, isto é, ligadas à rede elétrica. Como a energia é armazenada, elas suportam até três dias sem luz do sol. Podem ser usadas em residências ou até em construções maiores. A Tecnometal pretende participar das licitações para oferecer energia para os novos estádios da Copa do Mundo de Futebol de 2014 que acontece no Brasil.

Um título para uma foto sem titulo

Módulos Metálicos Habitacionais Termoacústicos: a empresa Eurobras trouxe à SPInfra a sua tecnologia em criação de contêineres para habitação. Há algum tempo, arquitetos e designers de interiores já criam casas inteiras dentro destes módulos, como aconteceu com o Conteiner Loft, da Casa Cor Santa Catarina em 2010. A diferença entre os contêineres comuns e aqueles pensados para casas é a preparação das paredes, que neste caso possuem paineis que bloqueiam ruídos e mantém o conforto térmico (a maior preocupação com este tipo de material é a casa se transformar em um forno). A vantagem deste sistema é a rapidez: a montagem de uma casa de 50 m2 levaria apenas 10 dias.

Tijolo pré-fabricado: a Empresa Brasileira de Pré-Fabricados apresentou o catálogo 2011 de paineis de tijolo e gesso. As suas peças, que medem 60 x 10 x 40 cm (largura x profundidade x altura), são feitas de argila e, em seguida, cobertas por uma camada de gesso – esta camada só precisa ser pintada. Para áreas externas, as placas (50 x 15 x 19 cm) não possuem o acabamento em gesso, já que este não pode ter contato com a água. As peças são unidas através de cola gesso. Todos os paineis têm isolamento acústico e térmico.

Continua após a publicidade

Publicidade