O fim das lâmpadas incandescentes

As lâmpadas incandescentes vão sumir do mercado e você terá que encontrar alternativas para a sua iluminação. Confira as opções nesse vídeo abaixo! 

Por Por Vanessa D'Amaro Atualizado em 19 jan 2017, 13h44 - Publicado em 16 dez 2014, 11h24

Até 2017, uma medida do governo pretende acabar com as lâmpadas incandescentes no mercado. Após a proibição das de 150 watts e das de 200 watts, foram vetadas as de 60 watts no meio do ano passado. Isso acontece porque a lâmpada incandescente consome mais energia para gerar calor do que para iluminar de fato — o que faz sentido já que é a primeira lâmpada criada e é a oficial substituta da vela. De acordo com o governo, a ideia é promover a transição nas casas para lâmpadas mais eficientes, com menor consumo de energia, como as fluorescentes ou as de LED. Neste vídeo, explicamos o apego que muitos profissionais de iluminação, arquitetura e design têm com relação às incandescentes — que possuem uma temperatura de cor única — e contamos quais são as opções que você pode considerar para substituí-las.

 

Publicidade