Casa Created with Sketch.

Materiais de demolição: a vez deles na construção

Retirados de velhas obras, os materiais antigões estão com tudo em projetos contemporâneos. Confira uma seleção especial de produtos para incrementar o visual da sua casa

Mais que estética, a opção por materiais de demolição está ligada à sustentabilidade. Principalmente às vésperas da implantação da Lei Nacional de Resíduos Sólidos, que determina a desativação, até 2014, de todos os lixões do país e o encaminhamento dos resíduos para aterros sanitários. Nesse cenário, espera-se aumentar o reaproveitamento de itens descartados. “E eles ainda guardam história e um trabalho artesanal muitas vezes extinto. Isso os diferencia no mercado”, lembra o designer de interiores Francisco Cálio, de São Paulo. O arquiteto paulistano Gustavo Calazans concorda. “Não há motivo para jogar fora um material nobre que, muitas vezes, pede apenas benefciamento”, diz. Tendência forte na arquitetura, o reúso de madeiras confere bossa aos projetos. “O clareamento, o escurecimento e o laqueamento estão em alta”, confrma o restaurador Moacir Barreto Tabordo.

Como não há meios de confrmar a procedência dos produtos, prefra lojas indicadas por arquitetos, mais confáveis. O preço pode variar muito, de acordo com o fornecedor e do estado em que a peça se encontra.

Azulejos: se a ideia for usá-los para reposição, leve uma amostra à loja e compare as estampas. Para ter certeza que são realmente antigos, veja se têm brasões no verso. Outra dica: “Os cemitérios de azulejos retiram gratuitamente as cerâmicas assentadas na sua casa e ainda pagam pelas inteiras”, ensina o arquiteto Gustavo Calazans.

Ladrilhos: a escolha exige paciência. Evite os muito desgastados e reserve um tempo para escolher um a um para não receber unidades danifcadas na entrega.

Madeira: prefra portas e janelas sem remendos. Os recentes são quase imperceptíveis. Com o tempo, porém, a mudança de coloração entre a madeira original e a usada para tapar imperfeições se intensifca. Se enferrujadas, ferragens e dobradiças devem ser trocadas para evitar o mau funcionamento.

Metal: Fique longe de itens muito oxidados. Já puxadores e torneiras de latão, cobre e bronze um pouco desgastados conferem certo charme ao visual do ambiente.

Tijolos: o tamanho varia muito de lote para lote. “Isso acontece porque antigamente não existiam normas técnicas de padronização”, explica Gustavo. Por isso, caso vá comprar para reposição, verifque se eles têm o mesmo tamanho dos já assentados. *Preços pesquisados em São Paulo em dezembro de 2012

Arquitetos indicam os principais pontos de venda de materiais de construção em suas cidades. Confira! 

 

CAMPINAS

Indicações de Giuliano Pelaio, Gustavo Tenca e Inácio Cardona, da 24.7 Arquitetura Design -tel. (19) 33054200, http://www.247arquitetura.com.br.

Teceart Mineira – tel. (19) 3289 9520.

Arte Móveis Rústicos – tel. (19) 3241 2228.

 

 

PIRACICABA

Indicação da arquiteta Sueli Weiss – tel. (19) 34337472. 

Palmero Entulhos – tel. (19) 3434-4144.

 

 

RIO DE JANEIRO

Indicação do arquiteto André Piva – tel. (21) 2512-8972.

Estação da Madeira – tel. (24) 2222-6248, Petrópolis, RJ.

Indicações dos arquitetos Bruno Carvalho e Camila Avelar – tel. (21) 2511-5707.

Rug Hold – tel. (21) 3299-9999.

O Galpão – tel. (21) 2254-5400.

Aroeira – tel. (21) 2513-1648.

 

 

BELO HORIZONTE

Indicação do arquiteto Cioli Stancioli – tel. (31) 2551-2114.

Jeito Mineiro Madeiras de Demolição – tel. (31) 8711-5754.

Indicação Mariana Borges Thaysa Godoy – tel. (31) 8789-4636, mariana@borgesgodoy.com.  

Centenária Demolições – tel. (31) 3541-4559, centenariademolicoes@hotmail.com.

 

 

CURITIBA

Indicações do arquiteto Ralf Sperka – tel. (41) 3015-1552.

Complemento Movelaria Mineira – tel. (41) 3233-8489.

Depósito Santo Antônio – tel. (41) 3233-7261.

Indicação Varínia Schwartz Arquitetura de Interiores – tel. (41) 3082-6625.

Guaraúna – tel. (41) 3274-2814.  

 

 

PORTO ALEGRE

Indicação da Karen Berta Arquitetos Associados – tel. (51) 3533-3200.

Velho Celeiro – tel. (51) 3635-3139, São Sebastião do Caí, RS.

 

 

FLORIANÓPOLIS

Indicações de Luciano Azzi, Marcia Barbieri e Tatiana Voigdlener, da Arte Arquitetura – tel. (48) 3232-1851.

Estilo Mineiro – tel. (48) 3284-2582.  

Usina das Artes – tel. (48) 3235-2422.   

 

 

BRASÍLIA

Indicação Angela Borsoi Arquitetura & Design de Interior – tel. (61) 33642969.

Sonotto – tel. (61) 3346-4920.   

 

 

SALVADOR

Indicações Cristina Chaves Arquitetura de Interiores – tel. (71) 3276-2280.  

Home Design Casual – tel. (71) 3358-0400.

Mega Madeira – tel. (71) 3365-0692.

 

Comentários

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.