Um loft na medida para dois

Enquanto não tem filhos, o casal de arquitetos ocupa um loft, espaço com poucas paredes internas e ambientes integrados. Mas, quando a família crescer, este projeto econômico poderá ser ampliado em até 130 m²

Por Da redação Atualizado em 21 dez 2016, 00h50 - Publicado em 13 nov 2006, 15h50

Por que esta casa é econômica: poucas paredes, telhas de fibrocimento, piso de cimento queimado

Projeto: Kátia Plenas e Flávio Bissolotti

Um título para uma foto sem titulo

Qual o número mínimo de cômodos para ter uma casa confortável? Os arquitetos Kátia Plenas e Flávio Bissolotti pensaram muito nessa questão na época em que planejavam seu casamento. A resposta foi traduzida na seguinte matemática: um único quarto no mezanino, apenas um banheiro (que também serve de lavabo) e uma pequena cozinha ligada à sala. Era o suficiente para eles e o máximo que poderiam construir naquele momento. Assim, ergueram este loft e deixaram para o futuro um projeto de ampliação. “Programar o crescimento da casa é uma forma de economizar, pois deixa o caminho livre para o resto da obra”, ensina Kátia, que já tem os esboços para isso. Fazer as contas na ponta do lápis ajuda. Eles perceberam que, em relação a esquadrias prontas, saía mais caro comprá-las, mandar colocar os vidros e pagar a mão-de-obra de instalação do que encomendar os caixilhos já com colocação e vidros incluídos. “Normalmente, compara-se só o preço do material. O que é um erro”, diz.

 

Continua após a publicidade

Pontos de economia

Poucas paredes: quanto menos divisões, menor o consumo de blocos de concreto, argamassa, mão-de-obra e tempo. Entre cozinha e sala, por exemplo, há apenas uma divisória curva.

Telhas de fibrocimento: elas têm preço menor e exigem menos madeira que os modelos de barro ou concreto. Por não serem nobres, ficaram escondidas na platibanda da laje.

Impermeabilização só na área das calhas: a laje, coberta com as telhas, dispensou esse recurso. Aplicou-se Neutrol (Vedacit) apenas nos locais próximos às calhas, onde há maior acúmulo de água. Piso de cimento queimado: ele é difícil de fazer, mas costuma custar menos que a cerâmica. A equipe de obra tomou o cuidado de colocar muitas juntas de dilatação para evitar trincas.

Os caixilhos são de alumínio, feitos pela American Box. Tijolinho na fachad...
Continua após a publicidade

Publicidade