Santo Agostinho: sem morros

Ótima localização e topografia plana fazem do Santo Agostinho uma das melhores opções de investimento imobiliário na capital mineira. A tendência é o aumento cada vez maior do valor do metro quadrado, o que já ocorre com os novos empreendimentos no local

Por Da redação Atualizado em 14 dez 2016, 12h47 - Publicado em 20 dez 2006, 17h52

Vizinho do bairro Lourdes, os prédios de luxo do Santo Agostinho surgiram a partir da década de 1980, o que explica a predominância de casas e de prédios de até três andares. “O bairro está começando a ter características mais comerciais, mas ainda tem áreas de muita tranqüilidade, com ruas arborizadas e construções de pequeno porte”, diz Paulo Tavares, do Creci-MG. O tradicional Colégio Santo Agostinho deu nome ao bairro, que cada vez mais interessa as construtoras – e ainda hoje reúne 3500 alunos, cursando da primeira série da educação fundamental ao último ano do ensino médio. O assédio imobiliário sobre os moradores só tende a crescer. Entre as explicações para a valorização do bairro estão sua topografia plana – o que é incomum na capital -, a proximidade com outros bairros de classe média alta e classe alta, o ótimo acesso e a presença de comércio e serviços variados.

Quando o assunto é lazer, o Santo Agostinho também não fica para trás. De manhã, seus moradores freqüentam a Praça da Assembléia para fazer caminhadas e levar os filhos. O shopping Diamond Mall, construído na década de 1990, oferece lojas, academia e a praça de alimentação. Para quem é freqüentador de programação cultural, o bairro também tem muitas opções. São seis salas de cinema no shopping e mais quatro no Usina Unibanco de Cinema, na rua Aimorés. Os amantes do teatro, contam com as salas do Colégio Santo Agostinho e da Assembléia Legislativa, que também recebe shows.

Positivos

Fácil acesso

Boa oferta de serviços e comércio

Continua após a publicidade

Aumento de oferta de novos empreendimentos

Topografia plana

Negativos

Falta de segurança

Preços dos imóveis cada vez mais elevado

A implantação do Diamond Mall, em 1996, alavancou a elitização do bairro, que já conta com prédios luxuosos e maior número de moradores. Como ainda existem muitas casas e prédios de até três andares, acredita-se que a tendência é que seus moradores cedam à especulação imobiliária, cada vez maior. A maioria das pessoas que vive no bairro é formada por famílias já estabelecidas na região há bastante tempo. Quem mora no Santo Agostinho têm o privilégio de, muitas vezes, ir a pé para o trabalho, assim como exercitar-se ou ir às compras.

Continua após a publicidade

Publicidade