Prédio suíço traz painéis flexíveis na fachada

À beira do lago Rotsee, na Suíça, este prédio de madeira traz painéis flexíveis, que dão um efeito visual dinâmico à fachada e evitam a colisão de pássaros

Por Por Andreas Fuhrimann, arquiteto Atualizado em 14 dez 2016, 12h40 - Publicado em 14 out 2013, 22h06
01-predio-suico-traz-paineis-flexiveis-na-fachada 02-predio-suico-traz-paineis-flexiveis-na-fachada

Espaço destinado a competições de remo durante o verão, o lago Rotsee, em Lucerna, ganhou o primeiro prédio do complexo esportivo a ser implantado ali até 2016. Para não macular a serena beleza natural do lugar, o escritório AFGH Architekten imaginou a torre de observação suavemente pousada junto à linha de chegada das provas. Durante o evento, as amplas aberturas oferecem visão panorâmica aos juízes. No resto do tempo, porém, ficam envelopadas por painéis retráteis para evitar a colisão de aves da região contra os vidros duplos. Assim, fechadas, dão ao projeto o aspecto de uma caixa discreta em total harmonia com o entorno. Só as fundações e o deck são de concreto. O restante é de pínus certificado, tratado com ácido acético submetido a alta pressão para potencializar a resistência e a impermeabilização da matéria-prima clara, que reflete a placidez das águas do Rotsee. No térreo e no primeiro piso, os painéis motorizados ficam presos à estrutura flexível de aço galvanizado e dobram-se no sentido vertical. Já no segundo pavimento, as chapas deslizam de forma manual sobre trilhos metálicos presos às esquadrias de madeira. Dessa forma, projetam-se horizontalmente para fora da construção e promovem uma quebra do padrão estético. A busca por um visual limpo, mas com movimento, determinou a abertura das janelas em direções opostas.

Publicidade