Pilares esbeltos e muito vidro

Disposto a curtir a boa vida nos trópicos, um casal português encomendou uma casa de veraneio sem clichês, temperada pela autêntica baianidade.

Por Da redação Atualizado em 20 dez 2016, 23h11 - Publicado em 17 dez 2008, 13h07

A imagem da rainha das águas que adorna a sala de estar é um sinal. Quando passa férias em Itacaré, BA, a família de portugueses dona desta construção experimenta uma profunda comunhão com as tradições locais. “Eles nos procuraram dispostos a entender como vivem os moradores dessa cidade rara, que combina mata Atlântica, praias recortadas e fazendas de cacau, para então fazer sua casa”, conta Thiago Bernardes, que assina o projeto com o sócio, Paulo Jacobsen. No andar de baixo há um corpo pesado (de alvenaria e concreto) e no de cima, um pavilhão leve. Essa foi a maneira que os arquitetos encontraram para aproveitar a vista do mar e estabelecer um grande terraço no andar superior. Como a obra seria realizada por uma construtora local, Thiago e Paulo elegeram um profissional de sua equipe para acompanhar de perto os trabalhos, que levaram 15 meses. O nordeste tem belas praias e belas casas também.

Publicidade