Pátio interno de casa em Búzios vira pergolado e aumenta área social

Num condomínio dos anos 70, em Búzios, esta casa olha para o mar. Reformada a fim de acomodar uma família grande, encheu-se de claridade sem perder sua vocação rústica

Por Por Simone Raitzik | Projeto de reforma Fernanda Pessoa de Queiroz | Fotos Denilson Machado / MCA Estúdio Atualizado em 19 jan 2017, 14h05 - Publicado em 16 dez 2014, 21h37

Janelas baixas, telhados de quatro águas com estrutura aparente e muita madeira maciça são elementos comuns nas casas de Búzios. Tal linguagem floresceu ali nos anos 70, desenvolvida pelo arquiteto Otávio Raja Gabaglia, o mesmo que assina as poucas e privilegiadas residências desse condomínio na borda de uma das praias mais badaladas do Balneário da Costa Verde fluminense. A simplicidade caiçara encantou a família carioca – um casal com cinco filhos entre 3 e 20 anos apaixonado por esportes náuticos e pela vida ao ar livre. “Frequentamos o lugar por muito tempo: alugávamos uma das moradas do loteamento onde passamos longas temporadas de verão. Quando surgiu a oportunidade de comprar uma unidade de frente para o mar, não pensamos duas vezes. Sabíamos que o espaço era compacto, porém com ótimas possibilidades”, conta o proprietário.

Negócio fechado, procuraram uma amiga de longa data, a arquiteta Fernanda Pessoa de Queiroz, vizinha do condomínio. A ideia era encontrar a melhor maneira de interferir na planta sem descaracterizar o estilo original. “Sabia que ela teria a sensibilidade de renovar o imóvel sem macular sua essência.” A obra começou em poucos meses, inspirada no clima francês da Provença, mas com boas pitadas do sul da Bahia. “É tudo bem simples: cimentado no piso, dormentes de demolição nas janelas e nos pilares e texturas naturais em revestimentos de tons neutros e lavados. Além de branco, muito branco”, enumera Fernanda, que transformou a distribuição ao criar três suítes no andar inferior e outras duas no superior (antes, dos cinco quartos, apenas três eram suítes).

O pátio interno, onde estava uma churrasqueira, viu-se incorporado à sala. “Esse cantinho virou um pergolado com teto de vidro, farta luz natural e clima delicioso. É a síntese do que sempre imaginamos para um refúgio aconchegante à beira-mar”, arremata o dono.

 

Continua após a publicidade

Salas voltadas para o mar

Implantada num terreno de 14 x 15 m, a casa agora favorece o convívio. Também passou a ter cinco suítes, com uma delas acessada pelo pergolado, única forma de resolver a planta. No andar superior, ficam apenas os quartos do casal e do filho menor.

 

Continua após a publicidade

planta-patio-interno-de-casa-em-buzios-vira-pergolado-e-aumenta-area-social

Pergolado: incorporado com uma estrutura metálica coberta de vidro sobre ripas de madeira, o trecho aberto da antiga churrasqueira aumentou o espaço usufruído como estar.

Área: 216 m²; Construção: Antonio Sérgio Figueira

Continua após a publicidade

Publicidade