Mercado de casas de luxo em Paris avança com conflito sírio

Mercado de casas de luxo ganhou um estímulo graças, em grande parte, às compras de pessoas procedentes do Oriente Médio que fogem do conflito sírio

Por Redação Exame.com Atualizado em 14 set 2018, 11h21 - Publicado em 16 set 2013, 12h27
Mercado-de-casas-de-luxo-em-Paris-avança-com-conflito-sírio

Paris – O mercado de casas de luxo em Paris ganhou um estímulo graças, em grande parte, às compras de pessoas procedentes do Oriente Médio que fogem da insegurança provocada pelo conflito sírio, segundo fontes do setor.

Uma mansão do fim do século XIX com 2.600 metros quadrados foi vendida por 44 milhões de euros a uma família milionária do Golfo, anunciou a imobiliária Daniel Féau.

Além da redução dos preços, a progressão se deve à chegada de compradores procedentes do Oriente Médio.

“Muitas pessoas da região, em particular libanesas, estão preocupadas com a evolução da situação síria e se mudam para Paris, que tem uma importante comunidade libanesa”, afirma Charles Marie Jottras, presidente da empresa.

Continua após a publicidade

Outros profissionais do setor que sírios com boa condição financeira também buscam refúgio na França.

“Esta semana, assinamos contratos de venda com muitos libaneses, cuja preocupação é palpável”, conta Nathalie Garcin, diretora de outra imobiliária especializada em casas de luxo.

O aumento das vendas também foi provocado pela redução dos preços, de aproximadamente 8%, segundo Féau.

De acordo com a empresa Emile Garcin, a queda chegou a 15% em um ano e meio, mas atualmente os preços podem ser considerados estáveis.

exame-title
Continua após a publicidade

Publicidade