Mark Zuckerberg quer construir inteligência artificial para ajudar em casa

A meta para 2016 do criador do Facebook é ousada: otimizar digitalmente as tarefas de casa e do trabalho por meio de uma inteligência artificial

Por Nádia Sayuri Kaku Atualizado em 14 dez 2016, 12h20 - Publicado em 6 jan 2016, 20h47
522f58ad7914c

Mark Zuckerberg sempre se auto-propõe novas metas no começo de cada ano: elas vão desde aprender mandarim a ler dois livros por mês. E para 2016, a promessa é bem ousada: construir uma inteligência artificial para gerir a casa e ajudar no trabalho. Em sua página do Facebook, ele compara o projeto ao Jarvis, assistente pessoal do Homem de Ferro e explica da forma abaixo:

“Vou começar explorando a tecnologia que já existe. E depois, irei ensiná-la a reconhecer a minha voz para controlar tudo em nossa casa – música, iluminação, temperatura e adiante. Vou ensiná-la a deixar meus amigos entrarem em casa olhando em seus rostos quando tocarem a campainha. Vou ensiná-la a me avisar caso acontença alguma coisa no quarto de Max (sua filha) que precise que eu vá checar. Na parte do trabalho, ela irá me ajudar a visualizar dados em realidade virtual para me ajudar a construir melhores serviços e gerir minhas organizações de um modo mais efetivo.”

O mais impressionante das promessas de Ano Novo de Zuckerberg é que ele sempre as cumpre. Ou seja, para continuar a tradição, os próximos 366 dias vão ser bem desafiadores para o criador do Facebook.

zuck
Continua após a publicidade

Publicidade