Favela de Paraisópolis ganha prêmio do Global Holcim Awards 2012

A medalha de prata no Global Holcim Awards veiio em função da revitalização do terreno íngreme e das conexões entre rua e prédio de malha de metal

Por Reportagem Giuliana Capello Atualizado em 20 dez 2016, 22h58 - Publicado em 11 Maio 2012, 18h57
aec301_paraisopolis_35_01

 

Com mais de 100 mil habitantes, a favela de Paraisópolis, em São Paulo, ganhou destaque internacional ao entrar para as pranchetas dos arquitetos alfredo Brillembourg e Hubert Klumpner, do escritório venezuelano Urban-Think Tank. o centro comunitário multifuncional acima – com escola de música, anfiteatro público, sala de concertos, instalações esportivas e áreas para agricultura urbana – levou o prêmio Prata do Global Holcim awards 2012, terceira edição de um dos mais conceituados concursos de incentivo à construção sustentável do planeta. “a ideia do Grotão Fábrica da música foi suprir a demanda local por espaços de cultura e educação e, ao mesmo tempo, estabilizar um terreno com problemas de erosão, tornando-o útil para a comunidade”, diz Daniel Schwartz, da equipe do U-TT. além da colaboração de profissionais brasileiros e de lideranças comunitárias, a iniciativa ganhou o apoio  a Secretaria de Habitação do município. Técnicas construtivas e equipamentos que incorporam geração de energia solar e eólica, reúso de água e materiais reaproveitados reforçam o caráter verde do projeto.

aec301_paraisopolis_35_03 aec301_paraisopolis_35_02
Continua após a publicidade

Publicidade