Fachada da casa tem tobogã de grama sintética

Reforma e ampliação da casa australiana considerou até a sombra da única árvore do jardim para conquistar espaço no lote estreito

Por Liège Copstein Fotos Peter Bennets Atualizado em 14 dez 2016, 12h02 - Publicado em 7 jan 2014, 15h20
01-fachada-escorregador-grama-sintetica

A residência de 102 m² já não atendia ao casal com três filhos pequenos. Mas o desejo de ampliá-la esbarrava num impasse: avançar sobre o quintal significaria perder boa parte da área de lazer e a luz natural que entra durante a tarde na morada. Para contornar o problema, o arquiteto Andrew Maynard propôs um anexo autônomo nos fundos, nos limites do terreno. Com um desenho sustentável, traçado para tirar máximo proveito do sol e economizar energia, o lugar de 36 m² virou o coração da casa.

O planejamento levou em conta até a sombra projetada pela única árvore do jardim. No inverno, ela perde todas as folhas e deixa mais claridade passar. Com cobertura inclinada, o anexo acabou se transformando na cabana das crianças – o ponto preferido para brincar. O novo bloco acomoda estar e cozinha integrados, além da suíte principal e de um longe envidraçado no andar de cima. “Melbourne tem topografa plana, e, aqui, o sonho de todo arquiteto é construir uma casa na colina”, brinca Andrew. “Nós criamos nossa própria colina.” Tanto a rampa quanto os espaços internos estimulam, inclusive, a diversão dos adultos.

02-fachada-escorregador-grama-sintetica 03-fachada-escorregador-grama-sintetica
Continua após a publicidade

Publicidade