Casa Created with Sketch.

Casal recupera apartamento em prédio assinado por Niemeyer

Casal carioca recupera apartamento em prédio de Copacabana dos anos 50 assinado por Oscar Niemeyer

Em prédio assinado por Oscar Niemeyer na zona sul carioca, este apartamento dos anos 50 foi atualizado para receber os novos moradores, Celina e Ricardo Miranda.

 

“Sou arquiteto, filho de arquitetos, nascido e criado em meio às obras do meu pai, Hircio Miranda, sócio de Luiz Paulo Conde, ex-prefeito do Rio de Janeiro. Por sinal, foi no trabalho que ele conheceu minha mãe, na época uma jovem estagiária do escritório. Em muitos sábados, durante minha infância, lembro-me de visitar os projetos em andamento antes de sair para o programa do dia. Assim, quase por uma herança genética, virei fã da estética modernista, que marcou também meu período de estudante e até hoje é uma referência profissional forte para mim. Pesquiso muito sobre o assunto e sou um grande consumidor de livros do tema. No ano passado, casamento já marcado com a Celina, surgiu a oportunidade de comprar este apartamento da avó dela, em Copacabana, que leva a assinatura de Oscar Niemeyer. Construído na década de 50, conservava grande parte das características originais, como os cobogós de concreto na fachada frontal, que compreende parte da sala e a área de serviço. Um luxo. Fiquei apaixonado pelo visual do imóvel de 173 m² e optei por uma intervenção cuidadosa, capaz de adaptar o imóvel ao nosso estilo de vida, mas sem descaracterizá-lo. Com a reforma, pude dividir o generoso banheiro social em dois para criar uma suíte. A obra durou um ano e meio, tempo suficiente para restaurar tudo e personalizar o lugar com alguns novos elementos – como a estante da sala, moldada com concreto, onde guardo meus livros, a coleção de LPs e o equipamento de som. Abri ainda uma porta entre o ambiente de jantar e a cozinha a fim de facilitar a circulação. No piso, mantive os tacos de peroba- do-campo originais, finalizados com resina. De resto, a minha maior preocupação foi reverenciar a atmosfera modernista com as arandelas, o pé-direito alto, de 3 m, sem rebaixo, e os móveis que trazem, no design, a estética notável dos anos 50.”

Por Ricardo Miranda, arquiteto e morador

 

Transformação pontual

planta-casal-recupera-apartamento-em-predio-assinado-por-niemeyer

 

Área: 173 m²; Execução: Ricardo Miranda

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s