Casa Píer: um abrigo para a família e o barco

Além de hospedar a família nos feriados a Casa Píer serve para abrigar os barcos dos proprietários durante a semana.

Por Por Eliana Medina e Joana L. Baracuhy | Fotos: Célia Mari Weiss Atualizado em 14 dez 2016, 11h33 - Publicado em 9 set 2010, 15h54

Diante do pedido nada convencional de projeto de casa de praia do cliente, um praticante de esportes náuticos que havia comprado um terreno no Saco do Mamanguá, RJ, o arquiteto paulistano Gabriel Grinspum se lembrou daqueles abrigos onde os pescadores caiçaras guardam suas canoas, bastante comuns na região. A encomenda incluía, além de acomodação para o proprietário e seus filhos, abrigo também para a lancha e o veleiro da família. “Ali, o lazer e os deslocamentos são feitos por meio de barcos, e eles precisam ser tirados da água quando não estão em uso”, diz o arquiteto. Mas isso não bastava: ele estudou também uma maneira de construir sem violar o delicado ecossistema do lugar até chegar a uma solução simples e racional. Imaginou um volume perto da água, que funcionaria como sala de estar e garagem para barco, e outro, mais alto, contendo o quarto. Conheça também uma casa que lembra uma embarcação.

O projeto foi finalista no prêmio ARQUITETURA & CONSTRUÇÃO O Melhor da Arquitetura, edição 2009.

Publicidade