Casa na praia leva pedra na estrutura e nos acabamentos internos

A construção de 75 m2 fica apoiada sobre vigas e pilares, o que a mantém fresca e longe da umidade

Por Por Cristina Bava e Lucila Vigneron Villaça | Fotos: Luis Gomes Atualizado em 14 dez 2016, 11h33 - Publicado em 30 dez 2009, 11h39

A arquiteta carioca Márcia Müller era uma jovem recém-formada quando recebeu o convite para projetar a casa de lazer de um casal amigo da família em Angra dos Reis, RJ. “Foi maravilhoso, mas o terreno representou um desafio e tanto”, conta. O tamanho da construção não permitia que ela fosse levantada na parte do lote que oferece a vista mais bonita da paisagem. Coube então ao anexo de hóspedes, erguido em 6 meses, o privilégio dessa localização. Como é uma casa menor, com 75 m², boa parte dela fica afastada do solo, apoiada sobre vigas de ferro e pilares de pedra, recurso que mantém a construção fresca e longe da umidade. E o melhor é que as pedras que servem de base foram retiradas do próprio local. “Com algumas implosões e o trabalho de um especialista em talhar pedras, consegui usá-las também nos acabamentos internos”, explica.

Publicidade