Casa Created with Sketch.

Casa grande na Suíça tem biblioteca imensa e ambientes super luminosos

Construída do zero na Suíça, a casa foi pensada para abrigar uma grande coleção de livros e vários hóspedes

01

“Uma casa para 5200 livros”: é assim que o escritório sueco Ilai, dos arquitetos Adi Heusser e Iela Herrling, descreve a casa H47°18‘, projetada por eles entre 2007 e 2010 perto da cidade de Zurique, na Suíça. Nomeada de acordo com as suas coordenadas geográficas, a casa de 555 m², num terreno grande de 1513 m², foi planejada para um casal e um cachorro que gostam de receber hóspedes e convidados para festas e jantares.

02

Ao contratarem o escritório, os moradores expressaram três desejos para a nova morada. “O motivo principal da construção da casa foi a grande coleção de livros que estava espalhada e precisava de uma biblioteca apropriada; o segundo desejo foi um grande jardim para plantar flores e vegetais; e o terceiro desejo foi que a casa tivesse a sensação de amplitude e uma ótima cozinha, porque ambos são chefs ávidos”, conta a arquiteta Iela Herrling. “A casa surgiu com o objetivo de fazer um prédio contemporâneo com a grandeza de uma vila histórica. É uma casa para entreter pessoas, e ela funciona muito bem para isto”, completa.

03

O grande desafio da construção foi o desnivelamento de 2 metros do terreno que fez com que os profissionais tivessem que usar da criatividade para contornar o problema. A solução foi instalar a casa de hóspedes parcialmente no subsolo, de forma privada, ainda que integrada e, no interior, a diferença foi trabalhada com degraus para definir os ambientes sem utilizar paredes. “A cozinha, por exemplo, é o ponto mais alto da área de convivência. A vantagem é que ninguém vê a bagunça enquanto come, já que a sala de jantar é mais baixa”, diz a arquiteta.

05

Prezando pela privacidade em ambientes amplos, áreas comuns foram postas nos andares inferiores e, as mais privadas, nos pisos superiores: no total, são 18 ambientes (entre salas, quartos e cozinhas), 3 banheiros e 1 lavabo, dividos pelos três andares da casa. No interior, a decoração minimalista, que conta com cores de base neutras e móveis modernos e coloridos, é valorizada pelo uso de painéis de vidro que integram a vista e permitem a entrada de luz natural abundante. “Nós amamos como a luz natural entra no espaço e como você pode sempre olhar pelo comprimento inteiro da casa pelas janelas internas, que adicionam outra dimensão nas camadas espaciais”, observa Iela.

ABRE

Para fazer jus ao projeto e à coleção de livros dos moradores, o destaque é (obviamente) a biblioteca, que ocupa mais de um andar e tem as paredes cobertas por estantes, com exceção de uma janela central com uma bela vista para o jardim. “Nós sabíamos que queríamos uma biblioteca que reconhecesse as grandes bibliotecas do passado. Um lugar de refúgio, um lugar para ler. É por isso que este espaço é mais fechado e escuro. Também precisávamos reduzir o impacto da luz solar nessa torre, pois, como eles são livros de couro antigos, a luz pode secá-los. A rica cor verde escura homenageia o primeiro livro que começou a coleção e funciona bem com as prateleiras de alumínio e as cores dos próprios livros”, comenta a profissional. Confira mais fotos deste projeto abaixo.

04 06 07 08 09 10
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s