Casa Created with Sketch.

Casa de 320 m² em Aracaju alia tecnologia e conforto

Rodrigo Fonseca, arquiteto sergipano do CasaPRO, busca integração dos ambientes de lazer para melhor convívio familiar nesta casa de 320 m² em Aracaju

07-casa-de-320-m2-em-aracaju-alia-tecnologia-e-conforto

 (/)

A casa de 320 m² localizada em um condomínio de luxo de Aracaju (SE), projetada pelo arquiteto Rodrigo Fonseca, fez do jardim uma extensão do living, com grandes panos de vidro e pé-direito duplo, integrando a área social, o lazer e o paisagismo. Um pergolado de madeira e vidro foi construído anexo ao espaço gourmet, criando um charmoso ambiente de estar e refeições em meio ao jardim. Atendendo aos pedidos do cliente, Rodrigo também integrou o home office ao living, valorizando o convívio do jovem casal com seus três filhos.  “A tecnologia nos fez buscar referências em uma arquitetura mais high tech para assim, criarmos uma atmosfera ultramoderna, com peças de design consagradas. Para não deixar o ambiente frio, usamos pinceladas de vermelho e materiais que trouxessem conforto, inclusive visual, com matérias de texturas diversas”. Rodrigo ressalta também a importância das áreas de lazer para o sergipano, que é característica da região. “Um fator cultural que está presente em todos os projetos é o fato de gostarmos muito de receber amigos e familiares em casa, quase sempre na varanda ou em uma área externa. Acho que o clima fez com que as pessoas criassem esse hábito e as áreas de lazer e varandas acabaram sendo o ambiente mais importante da casa”. Confira a entrevista na íntegra com o nosso arquiteto sergipano de Arquitetos do Brasil.

1. Quais são suas inspirações? Em quem você se baseia para realizar os seus projetos?

 

Minha inspiração vem de muitos lugares. Pode ser uma sensação, uma palavra, uma atitude, uma cor. O mais importante é que estou sempre antenado, buscando atingir o melhor em meus projetos. Constantemente procuro novidades que tragam contemporaneidade ao meu trabalho, mesmo quando o cliente opta por um estilo mais tradicional. Estou sempre atento ao clima, à paisagem, à cultura e, principalmente, às pessoas. São estes aspectos que me norteiam na elaboração de cada elemento, no emprego dos materiais e tecnologias, na busca pelo belo e pelo prático. O resultado disso é o conceito, que é particular em cada projeto.

2. Qual é o fator local (referente à sua região) que interfere, ou seja, icônico na arquitetura/cultura da sua localidade?

 

Um fator cultural que está presente em todos os projetos é o fato de nós gostarmos muito de receber amigos e familiares em casa, mas quase sempre na varanda ou em uma área externa ao tradicional living. Acho que o clima fez com que as pessoas criassem esse hábito e as áreas de lazer e varandas acabam sendo o ambiente mais importante da casa. Por isso, em meus projetos, procuro sempre fazer as áreas sociais muito integradas às áreas de lazer e jardins, criando um grande espaço para receber.

3. O que não pode faltar na casa de um sergipano?

 

Conforto seja ele físico ou ambiental.

4. Como você costuma se atualizar? Através de revistas, cursos, viagens etc.? E quais são?

 

Estou sempre antenado às novidades do mercado, buscando inspiração em referências adquiridas nos livros, revistas, vivências e viagens. Também já fiz cursos nas diversas áreas da arquitetura, como lighting design, arquitetura comercial, paisagismo etc. Assino as principais revistas nacionais, mas ultimamente, minhas inspirações são tiradas de viagens que faço, como a Nova York, Londres, Paris etc.

5. O que compensa (ou não) trazer de outras regiões do Brasil ou do mundo em questão de materiais?

 

Acredito que o Brasil hoje produz tudo para um bom projeto de arquitetura. Um material importado que tenho usado muito são as superfícies de quartzo produzidas na Itália. Apesar do alto valor agregado, são materiais belíssimos e muito resistentes.

6. O que frustra e te estimula na sua profissão?

 

Eventualmente, em nossa profissão, o cliente não executa o projeto por completo, às vezes por uma limitação de tempo ou por condições impostas pelas circunstâncias, o que acaba nos frustrando um pouco. É um grande desafio perceber e atender a necessidade das pessoas e ainda levar a elas novos conceitos e soluções originais. No entanto, isso traz ao nosso trabalho personalidade, inovação e reconhecimento, que é o que nos estimula a fazer sempre o melhor para os nossos clientes.

7. O que todo mundo pensa quando você diz que é arquiteto, mas não é verdade?

 

Acredito que as pessoas têm a imagem de que a vida de arquiteto é mergulhada em muito glamour, o que em parte é até verdade. Mas arquitetura não é apenas isso. Arte, antropologia, cálculo, adaptabilidade, sustentabilidade e muitos outros conceitos também fazem parte da rotina de um arquiteto e é isso que diferencia os bons profissionais.

8. Qual foi o último livro que leu?

 

O último livro que li foi “Criando Paisagens”, de Benedito Abud.

9. Você é a favor da reserva técnica?

 

Sim.

 

Perguntas e respostas

1. Oscar Niemeyer ou Lúcio Costa? Niemeyer.

2. Pudim de leite ou mousse de chocolate? Mousse de chocolate.

3. E o Vento Levou ou Dançando na Chuva? E O Vento Levou.

4. Chico Buarque ou Elis Regina? Chico Buarque.

5. Sushi ou pizza? Sushi.

6. Atari ou Playstation? Atari.

7. Clarice Lispector ou Caio F. Abreu? Clarice Lispector.

8. Gato ou cachorro? Os dois!

9. Android ou iOS? iOS.

10. Paris ou Milão? Paris.

abre-casa-de-320-m2-em-aracaju-alia-tecnologia-e-conforto

 (/)

Rodrigo Fonseca Gonçalves é arquiteto e urbanista graduado pela Universidade Tiradentes em 2003. Há 12 anos, atua no mercado sergipano em parceria com  a designer de interiores Verah Carvalho. Já teve seus trabalhos publicados em renomadas revistas de circulação nacional, como CASA CLAUDIA. E também já ganhou prêmios como: Arquiteto do Ano 2007 (Prêmio ADEMI-SE) e TOP 100 2013 / 2012 / 2011 / 2010. É especializado em arquitetura de casas. Conheça mais seu trabalho:

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s