Casa Created with Sketch.

Casa Cor SP: brises integram ambiente de David Bastos à natureza

Com 74 m², pavilhão de David Bastos tem brises e armação de madeira de reflorestamento. A proposta funcional pode ser adaptada a diversos climas e paisagens do Brasil

Não à toa, o espaço criado pelo arquiteto baiano, que mantém escritório também na capital paulista, chama-se Casa do Bosque. Inserido num trecho verde do Jockey Club de São Paulo (que recebe a Casa Cor), o pavilhão se vale dessa localização especial. Para elevar a construção a 35 cm evitando terraplanagens e a impermeabilização do solo, David Bastos e sua equipe prepararam uma fundação leve, e dela ergueram a armação de madeira de reflorestamento, que define quarto, sala, cozinha e banheiro. Mais do que pano de fundo, o paisagismo implantado ali perto por um colega (as passarelas que conduzem à obra integram o jardim de Gilberto Elkis) enriqueceu o projeto – chapas de vidro protegem a estrutura nas laterais e até no teto, liberando a visão do entorno. Enormes brises, também de madeira laminada colada (MLC), somam-se às superfícies transparentes. Móveis, eles dosam a entrada de luz e calor com belo toque de eficiência e originalidade. O arquiteto ainda se baseou nas dimensões de conforto e racionalidade apregoadas pelo mestre franco-suíço Le Corbusier (1887-1965) ao estipular que os ambientes, o pé-direito, as esquadrias e os próprios módulos do esqueleto fossem múltiplos de 70 cm. O resultado? Uma solução compacta, bem servida de ventilação e iluminação, rica em acabamentos naturais e, além disso, desmontável.

 

Conforto na ponta do lápis

O sistema métrico modulor, desenvolvido por Le Corbusier, pautou o dimensionamento dos espaços e ajudou a desenhar o pavilhão compacto e versátil.

planta-casa-cor-sp-brises-integram-ambiente-de-david-bastos-a-natureza

 (/)

– Escala humana: a distância entre os pórticos da estrutura é de 1,40 m ou 1,75 m, múltiplos dos 70 cm definidos como base para o traçado, conforme a interpretação de David Bastos para o sistema de proporções de Le Corbusier.

– Proteção extra: o tracejado aponta até onde avança o pergolado de aço que ampara o vidro, compondo a cobertura e o beiral. Essa grelha se sobrepõe à madeira – fica 20 cm mais alta, o suficiente para a exaustão do ar quente e o giro das aletas.

Área: 74 m²; Projeto de arqutetura: David Bastos/DB Arquitetos; Engenharia: Construtora Scattone; Serralheria: Britto e Silva; Iluminação: La Lampe; Marcenaria: Ornare e Cap; Deck: Hydrotech; Automação: Kerk Solutions; Vidros: Casa dos Vidros; Interruptores: Schneider Electric; Lâmpadas: Brilia.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s