Casa Created with Sketch.

Atenção às letras miúdas

Há muito em que pensar antes de encarar o financiamento de um imóvel por anos a fio. Se você pretende dar esse passo, confira as dicas da Associação Brasileira de Mutuários da Habitação (ABMH)

– Tenha certeza de que irá realmente morar por alguns anos na cidade onde está procurando o imóvel e visite o bairro em que ele está localizado. Além disso, certifique-se de que a casa ou apartamento realmente atenda às suas necessidades.

– Mesmo que o banco permita, não assuma prestações que ultrapassem 20% da sua renda familiar líquida.

– Se não tiver perspectiva de aumento salarial ou promoção, evite entrar em um plano que estabeleça a Tabela Price, pois as parcelas aumentam no final do financiamento.

– Invista o maior valor que conseguir na entrada e financie a dívida no menor prazo possível, com prestações que não pesem demais no orçamento da família.

– Peça informações detalhadas sobre as taxas, os impostos e os encargos embutidos na prestação. Os bancos são obrigados a fornecer esse tipo de esclarecimento, que, afinal, pode alterar o valor das prestações e fazer a diferença entre os planos oferecidos. Os valores do seguro obrigatório, de Morte ou Invalidez do Proprietário (MIP), e da garantia contra Danos Físicos do Imóvel (DFI) são alguns dos acréscimos.

– Ao analisar o plano, peça ao banco uma simulação com os preços da prestação no início, no meio e no fim do financiamento.

– Antes de assinar o contrato, peça para um advogado ler o documento e não deixe de submetê-lo à análise da ABMH. A associação orienta o mutuário gratuitamente, tem filiais em 24 cidades e pode ser contatada pela internet (www.abmh.org).

– No caso de problemas durante o financiamento, contate a ABMH ou o Procon de sua região para obter ajuda.

– Para obter o financiamento, em geral, você não precisa contratar nenhum serviço ou produto do banco, tais como seguros e aplicações. Se for convidado a fazer isso, saiba que poderá solicitar esclarecimentos sobre essa obrigatoriedade ou até mesmo consultar um advogado. Alguns bancos exigem a abertura de conta corrente – segundo eles para acompanhar o pagamento das parcelas.

– Se após a assinatura do contrato for constatada alguma cláusula abusiva, consulte os órgãos legais.

– Não aceite quaisquer acordos verbais.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s