Apê de 96m² é um mix de estilos, histórias e móveis vintage

A arquiteta Guta Louro garimpou peças de antiquários e feirinhas para criar seu lar no estilo Boho Chic

Por Redação Atualizado em 8 jul 2022, 18h36 - Publicado em 28 jun 2022, 13h00
Sala em estilo Boho; sofá branco; parede em rosa queimado e tapete vermelho
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br

A moradora deste apartamento com 96m², em Austin (Texas, EUA), é a arquiteta paulistana Guta Louro, 32 anos, que se divide entre o escritório próprio que mantém em São Paulo, o Guta Louro Designs, e o escritório americano Splice Design, com filial em Nova Iorque, Atlanta e Austin.

“A intenção inicial não era ficar em Austin, apenas aproveitar uma cidade nova enquanto a pandemia dominava Nova Iorque. Seis meses depois, cá estou, feliz da vida”, acrescenta.

Sala de jantar integrada com cozinha; mesa branca e cadeiras
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br

Por ser um apartamento alugado, o projeto de renovação não alterou a planta do imóvel, que é, inclusive, muito bem resolvida, segundo a arquiteta. “Se fosse um imóvel próprio, eu apenas mudaria de lugar a porta de acesso ao banheiro, trocaria a cozinha e arrancaria o carpete do quarto”, avalia ela.

Mesinha de madeira com cadeira; quadro; escultura de cacto
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br

O projeto é um coletivo de histórias da moradora, uma mistura cultural, uma junção de cores e texturas que compõe um espaço alegre e receptivo. Ele segue um estilo Boho chic, que traz de volta o charme da década de 60, porém sem simular a era hippie.

Estar no Texas também serviu de inspiração à arquiteta. Como ela sempre apreciou a cultura cowboy, alguns elementos regionais foram incorporados ao projeto. No que se refere à decoração, todas as obras de arte foram trazidas do endereço anterior e os móveis foram deixados para trás.

Sofá verde e mesinha lateral
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br
Continua após a publicidade

O sofá verde, por exemplo, é o modelo Gondola, criado por Adrian Pearsall em 1970, encontrado no Instagram de uma loja de móveis vintage, em Nova Jérsei. A luminária ao lado dele é, na verdade, um chapéu africano, comprado em uma feira de antiguidades no Texas, à beira da estrada, enquanto sua base foi garimpada em Austin, em uma loja chamada Revival Vintage.

De 1960 e também assinado por Adrian Pearsall, o outro sofá, com mesas laterais acopladas, foi adquirido em uma loja vintage na Carolina do Norte. As cadeiras de jantar Cesca, de Marcel Breuer, são originais dos anos 1960 e tiveram os assentos estofados com peles de cabra que a arquiteta comprou um uma feirinha na cidade Round Rock, no Texas.

Cadeira e mesa de jantar; quadro
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br

A mesa de jantar, antes marrom escuro, foi pintada em tom nude para não pesar visualmente no espaço. Ainda na sala, o pequeno móvel rosado, em Trencandís (técnica que consiste na criação de uma espécie de mosaico com pedaços irregulares), também foi comprada em Round Rock para fazer par com o quadro do artista Charles Fazzino.

A poltrona Luna, em couro, é uma criação do designer Odd Knutsen, de 1970, e foi arrematada em um site americano chamado Chairish, que reúne antiquários e pequenos vendedores de peças vintage. O biombo japonês antigo, posicionado atrás da cabeceira da cama, veio de uma feira em Round Top.

Sala de estar em estilo boho; sofá branco; parede rosa; tapete vermelho; cachorro
Denilson Machado, MCA Estúdio/Casa.com.br

As três cores predominantes no décor da área social são tonalidades quentes (uma combinação de vermelho, verde e azul) que a arquiteta adora e gosta de explorar em seus projetos pelas inúmeras sensações provocadas por cada uma delas.

O papel de parede da maior parede da sala, por exemplo, imita a técnica limewash, assumindo um tom que parece ser uma mescla entre os azuis encontrados na sala e o vermelho do tapete.

Veja mais fotos do projeto na galeria abaixo!

Continua após a publicidade

Publicidade