Apartamento de 80 m² personalizado com móveis reaproveitados e cor

A morador se inspirou em Frida Kahlo para pintar as paredes do apê e dar novos usos aos móveis velhos.

Por Texto Simone Serpa (BA) | Fotos Xico Diniz (BA) Atualizado em 20 dez 2016, 15h48 - Publicado em 20 jul 2012, 19h48

Quando fala em decoração, esta designer de interiores parte de três premissas: sustentabilidade, identidade e cor. E o endereço que divide com Catarina, sua filha de 25 anos, traduz cada um desses valores. Para adaptar a seu gosto o apartamento antigo comprado há pouco mais de um ano, Valentina abriu a saleta de jantar para a sala e caprichou na pintura das paredes. No mais, usou a criatividade para compor os espaços. Quase tudo foi garimpado em brechós, trocado com clientes ou encontrado na rua. O talento para a reciclagem ajudou a dar acabamentos novos e usos inusitados a móveis velhos. Sua inspiração? A artista mexicana Frida Kahlo (1907-1954). “Admiro as combinações ousadas dela, às vezes exageradas. Eu não conseguiria viver em ambientes sem cor, sem vida”, diz.

Publicidade