Previsão: o que os astros reservam para cada signo em 2014

A astróloga Sílvia Bacci faz uma previsão do que acontecerá com cada signo e mostra como equilibrar essas características e tirar o melhor proveito astral.

Por Texto: Silvia Bacci | Ilustrações: Cris Burguer Atualizado em 14 dez 2016, 12h30 - Publicado em 8 jan 2014, 18h22

Júpiter, planeta batizado com o nome do senhor do Olimpo, está associado à grandiosidade, autoconfiança e abundância de recursos. Regido por ele, 2014 vem, portanto, carregado de expectativas de crescimento pessoal e prosperidade. A única questão é que a influência de Júpiter também amplia a importância de tudo e predispõe ao exagero. No plano físico, isso pode acontecer por meio de excessos alimentares; no comportamental, as atitudes podem adquirir um tom pretensioso, devido ao forte desejo de obter sucesso. A dica é desconfiar um pouco quando você julgar que está diante da maior oportunidade da sua vida ou quiser correr riscos que talvez não possa bancar. Dê um desconto ao fator Júpiter, que coloca uma lente de aumento em tudo, e procure agir de maneira ponderada.

Essa mesma tendência à amplitude está favorecendo as buscas interiores e o autoconhecimento. Iniciar uma terapia, ioga ou até mesmo começar a registar seus sonhos podem ser alternativas para desencadear esse processo. O importante é fazer um movimento de olhar para dentro.

Há que se considerar também a influência de outros planetas importantes no cenário astrológico deste ano: Marte e Saturno. Vamos vivenciar a energia marciana de forma um pouco diferente do habitual. Para chegar aonde você quer, será necessário travar menos combates e estabelecer mais parcerias. Não basta ter a coragem de abrir um novo negócio, será preciso associar-se a alguém que seja bom naquilo em que você não é especialista. No universo amoroso, Marte nos faz querer que a relação caminhe do nosso jeito, mas em 2014 vamos precisar, além da paixão, considerar as particularidades do outro para que a união seja feliz.

Saturno, o senhor do tempo, deixa bem claro que será um bom período para resolver questões relativas à família e ao lar. Sem definir algumas estruturas fundamentais, não haverá tranquilidade para alçar voos mais audaciosos e empreender. Na prática, seria algo como aumentar a jornada de trabalho sem ter contratado alguém para cuidar das crianças. Insano. Não há dúvida de que está na hora de colocar ordem na casa, o que pode repercutir muito positivamente na sua segurança interior.

 

Continua após a publicidade

Publicidade