O poder dos olhos: como cuidar da janela de sua alma

Repletos de signifcados e de mensagens, eles merecem ser valorizados. Cuidar do seu entorno, a pele fininha que os circunda, é essencial para melhorar sua expressão.

Por Texto: Keila Bis Atualizado em 14 dez 2016, 12h30 - Publicado em 10 dez 2013, 16h26

Para começar, a fisioterapeuta Gabriela Duarte orienta como fazer uma sequência de movimentos para melhorar a circulação sanguínea e linfática da região próxima aos olhos.

Você concorda que, muitas vezes, nenhuma palavra precisa ser dita porque apenas um olhar basta? Como um veículo de comunicação, ele pode exprimir inenarráveis sentimentos e emoções, como o amor, uma profunda gratidão ou uma grande tristeza e decepção. “Quando eu era criança e fazia algo errado, o meu pai não me colocava de castigo ou levantava a voz. Ele somente me olhava e eu entendia perfeitamente o que ele queria dizer”, relembra a diarista Simone Campos. Quantas histórias de amor também tiveram início com os “olhos nos olhos”, não é mesmo? Sem contar um olhar de apoio recebido num momento difícil que deu ânimo para seguir em frente. Pois, se essa fonte de expressão é tão forte a ponto de ser capaz de revelar o que vai na alma, o mesmo não se pode dizer a respeito da sua frágil moldura. Aquela pele que circunda os olhos, delimitada pelo osso que os envolve. Com apenas 0,4 mm de espessura, ela chega a ser quase quatrovezes mais fina do que a do restante da face com 1,5 mm, e, por esse motivo, absorve mais facilmente asagressões externas, como o sol, a poeira e o vento. Se não bastasse, é repleta de vasos sanguíneos, que,gentilmente, irrigam as “janelas da alma”. O problema é que como essa pele é muito delgada, eles ficammais evidentes e podem se romper quando dedos pesados pousam sobre essa região. “A pele primeirofica vermelha, depois arroxeada e, por fim, amarela, quando o sangue já está se oxidando”, diz adermatologista Vanessa Metz. Para que isso não ocorra, devagar com a rotina de cuidados diários: “Faça movimentos suaves durante a maquiagem ou use a ponta dos dedos dando pequenas batidinhas. E para tirá-la ou lavar o rosto, deslize os dedos e nunca os esfregue”. A mesma regra vale para quandofor enxugar o rosto, sempre com delicadeza.

Ritual de limpeza

Portanto, se você deseja realçar o seu olhar, cuide bem dessa área com produtos específicos. “Eles são feitos com pH parecido ao do canal lacrimal para não irritar os olhos”, explica Letícia Valim, professora do curso Tecnologia em Estética e Cosmética do Centro Universitário Senac, em São Paulo. Os cuidados diários pedem uma limpeza com sabonete líquido de pH neutro, o mesmo adotado no restante da face. “Só há uma ressalva: se o seu sabonete é de tratamento, como os indicado para pele acneica, não o use na região dos olhos, pois é um lugar muito sensível”, explica Letícia. Aqueles em barra, para lavar o corpo, muito menos, pois retiram toda a hidratação do local. “O segundo passo é usar uma loção tônica, que faz uma limpeza mais profunda e o controle correto do pH. Os adstringentes, ao contrário, retiram toda a oleosidade da pele e podem ressecá-la demais.” Essas atenções são suficientes para uma pele de até 25 anos. Para as mais maduras, há um terceiro passo: o uso de um creme de tratamento.

Com qual eu vou?

Bom, nesse momento pode surgir alguma confusão, tamanha é a variedade de produtos disponíveis nomercado. “Normalmente, os problemas que afligem a maioria das pessoas são três: rugas, olheiras e bolsas.Opte por um cosmético que condiz mais com a sua necessidade, apesar de hoje a maioria atuar em trêsfrentes: hidratar, clarear e descongestionar”, avisa a dermatologista Adriana Vilarinho. Para facilitar, vamos começar pelas rugas. Uma das principais causas do seu surgimento é a falta de hidratação. “Faz parteda natureza dessa pele perder água com o tempo, mas há alguns fatores que aceleram esse processo e contribuem para o envelhecimento precoce e o surgimento de linhas de expressão. São eles: o cigarro, o consumo de álcool, dormir com a maquiagem, a baixa umidade do ar, tomar pouca água e o uso incorreto decosméticos, como aplicar adstringente para pele ao redor dos olhos ou produtos não adequados para aidade daquela cútis”, explica Letícia. “A desidratação também provoca danos às fibras de sustentação eelasticidade da derme, ou seja, o colágeno e a elastina, que por si sós já são mais frágeis nessa região devido à pequena espessura dessa pele”, complementa Vanessa. Ou seja, os hidratantes são os primeiros aliados na prevenção e tratamento dessas marcas do tempo.

Continua após a publicidade

Passemos agora às olheiras, pigmentação escura ao redor dos olhos que atormenta a designer gráfica AlineDarakdjan, desde os 15 anos. Ela está com 23. “Minhas olheiras são tão fortes que eu não tenho coragemde sair de casa sem maquiagem. Já usei dois produtos para combater o problema, um surtiu efeitono começo, mas depois não vi mais diferença, e o outro não ajudou em nada.” Na verdade, o primeiropasso de um bom tratamento é descobrir a causa de um sintoma. E, nesse caso, podem ser várias. Desdeexcesso de produção de melanina, alergias e tendência hereditária até alterações hormonais e o tipo deconcavidade na região periocular – as pálpebras inferiores e superiores mais profundas criam um efeitode sombra. “Um profissional da área pode fazer a avaliação do caso e indicar a melhor solução. Laser,cremes clareadores, peelings ou injeção de ácidos para criar volume, por exemplo”, enumera Adriana.A má circulação sanguínea causada por uma noite maldormida ou estresse, por exemplo, também contribuipara deixar os vasinhos mais evidentes e mudar o tom da pele. “A drenagem facial é um remédio eficaztanto para tratar quem tem olheiras como quem não tem e quer evitá-las, pois estimula a circulação edeixa o olhar mais bonito, desperto”, explica a fisioterapeuta dermato funcional Gabriela Duarte, autorados exercícios de automassagem da página anterior.

A sequência de movimentos resolve ainda os indesejáveis inchaços nas pálpebras ou bolsas. Carmen Casarotto,coordenadora de comércio exterior, brinca ao definir as suas como verdadeiras “pochetes”. “Meumédico disse que somente um intervenção cirúrgica poderá retirá-las, mas eu não tenho coragem”, diz ela.De fato, se as bolsas forem formadas por gordura produzida em excesso na camada mais profunda da pele,onde estão armazenadas as células de gordura, somente a cirurgia pode resolver o problema. “Mas se foremde água, cosméticos descongestionantes ou massagens drenantes ajudam”, garante Letícia. A dermatologistaVanessa faz apenas um adendo: “O inchaço pode comprimir a microcirculação e modificar a coloraçãoda pele confundindo-se com olheira”, explica ela.

Up grade nos cuidados

Seja para deixar bem longe olheiras, rugas ou bolsas, seja para simplesmente acordar e logo se ver livre doinconveniente inchaço, a automassagem é uma aposta valiosa. E que fica melhor ainda se associada a compressas geladas . “Elas contraem os vasos sanguíneos. Dez minutos é o suficiente. Podem ser feitas de água, soro fisiológico, chá de camomila ou bolsas de gel compradas em casas hospitalares”, explica Letícia.Como, infelizmente, o amplo mercado de cosmética ainda não criou um protetor solar específico para aárea dos olhos, os óculos de sol e as maquiagens com proteção UVA e UVB são bem-vindos – aliás, uma estratégica maquiagem pode fazer milagres. Vale toda forma de cuidado, afinal, nossos olhos, janelas da nossa alma, estão sempre em foco. Querem se expressar e admirar a beleza que a vida exibe.

Acerte no make

Segundo o maquiador Duda Molinos, o maior erro é tentar encobrir totalmente as rugas, bolsas e olheiras. “Numa pele com saliências, a maquiagem pesada trinca e acaba por revelar ainda mais as imperfeições.” O importante é atenuar o problema que incomoda e, principalmente, valorizar outras regiões. “As rugas e inchaços abaixo dos olhos, por exemplo, devem receber pouca base e corretivo. Depois opte ou por uma bela máscara de cílios ou um batom marcante”, sugere. Já para as olheiras, um pouco de corretivo e máscara para os cílios são sufcientes. A dermatologista Vanessa Metz lembra: “Maquiagens pesadas devem ser removidas com demaquilantes específcos. As leves, apenas com sabonete de pH neutro”.

Continua após a publicidade

Publicidade